Pravda.ru

Federação Russa

Novas sanções contra “Rosoboronexport"

24.10.2008
 
Novas sanções contra “Rosoboronexport"

O ministro de Assuntos Exteriores da Rússia , Serguei Lavrov , afirmou esta sexta-feira (24) que as sanções impostas por EUA contra “Rosoboronexport” acumulou o público que se especializa na exportação de armamento russo ,  e contradizem o Direito Internacional e afetarão as relações entre Moscou e Washington.

 “ Os Estados Unidos introduz estas novas sanções sem alguma motivação legal o âmbito das normas internacionais e teremos em conta nas nossas relações com citado país”, disse Lavrov, segundo Ria Novosti.

“ Se alguma pessoa em Washington espeta atingir com isso a Rússia tornar-se mais flexível para aceitar os planos dos EUA que se refere à decisão dos EUA resolver o problema nuclear iraniano, é uma equivocação”, destacou Lavrov mencionando que Irã e Rússia fazem a cooperação segundo o Direito Internacional.

 Há dias , a administração dos EUA anunciou a imposição de uma série de sanções econômicas contra Rosoboronexport e seus filiais , assim contra outras 12 empresas da Venezuela, Síria, Irã , China, ambas Coreias , Sudão e Emiratos de Arábia Saudita.

 A empresa russa interpreta esta medida para ser introduzida em prazo de dois anos , como uma manifestação de competência desleal por parte de Washington, o principal rival de Moscou no mercado internacional do material bélico. As sanções anteriores que Washington aplicou à Rosoboronexport em julho e dezembro de 2006, ainda são válidas, destacou Lavrov.


Loading. Please wait...

Fotos popular