Pravda.ru

Federação Russa

Grupo de cabeças-raspadas menores de idade condenados por construir 'novo paraíso'

24.09.2008
 
Grupo de cabeças-raspadas menores de idade condenados por construir 'novo paraíso'

O Tribunal Municipal de Moscou produziu uma sentença no tocante a controverso caso inscrito contra um grupo de adolescentes. Os adolescentes foram presos no decurso da investigação do assassínio do conhecido jogador de xadrez da República russa da Iacútia, Sergei Nikolayev. O jogador de xadrez foi brutalmente assassinado há um ano.

Treze jovens ocuparam o banco dos réus, quase todos menores de idade. Veio a saber-se, durante a investigação, que os membros do grupo estavam envolvidos em outro crime, bem como em mais de uma dúzia de outros ataques cometidos contra pessoas com aparência não russa.

Todos os acusados foram declarados culpados de todas as acusações e sentenciados a diferentes períodos na prisão, de três a dez anos. O único jovem com 18 anos no momento do crime foi considerado líder do grupo nacionalista e em decorrência condenado ao maior período na prisão.

Os membros mais jovens do grupo de cabeças-raspadas pediram perdão a suas vítimas. Muitos outros nem falaram de remorso e foram bastante impudentes em seu comportamento no tribunal. Quando o juiz leu a sentença (dez anos de colônia) ao líder do grupo, Ivan Kolinichenko, seus companheiros abertamente apresentaram-lhe congratulações. Ao serem conduzidos para fora do recinto, alguns deles gritaram: "Nós construiremos o novo paraíso, Sieg Heil!"

A investigação do controvertido caso começou em 20 de outubro de 2007, quando o jogador de xadrez Sergei Nikolayev, nativo de Iacútia, foi espancado até a morte. A polícia de Moscou de início pensou que o jogador de xadrez havia sido vítima de uma briga de rua incidental.

Soube-se depois que o homem havia sido morto por nacionalistas que promoviam desordem aquela noite atacando pessoas de aparência não russa que encontrassem pelo caminho.

De acordo com os investigadores, os jovens concordaram em encontrar-se e conduzir uma ação naquele dia depois de um jogo de futebol. Quando viram Sergei Nikolayev passando por ali, começaram a intimidá-lo. O homem não deu atenção a eles e continuou andando, mas os jovens agrediram-no e esfaquearam-no diversas vezes.

Depois, os jovens continuaram andando pela rua e encontraram um zelador, nativo do Uzbequistão, Galib Kabilov. Ele também foi brutalmente espancado e esfaqueado. Diversas outras pessoas de aparência não russa foram hospitalizadas em Moscou, naquela mesma noite, com diversos ferimentos.

Os jovens filmaram todos os seus atos com as câmeras de seus telefones celulares para postarem-nos e compartilharem-nos online.

Treze pessoas - quase todas elas estudantes secundárias com idades de 14-17 anos - foram detidas. A maioria delas era proveniente de famílias abastadas.

 Trdução Murilo Otávio Rodrigues Paes Leme
zqjxkv@gmail.com
ywkzxj@gmail.com


Loading. Please wait...

Fotos popular