Pravda.ru

Federação Russa

Alegado agente duplo espanhol vendia segredos à Rússia?

24.07.2007
 
Alegado agente duplo espanhol vendia segredos à Rússia?

A embaixada da Rússia negou qualquer responsabilidade em relação com um alegado agente duplo do Centro Nacional de Inteligência de Espanhã (CNI) detido ontem em Tenerife por vender a informação supostamente à Rússia e disse “ não ter nada que ver” com esta pessoa, informa Efe. 

“ A embaixada da Rússia não tem nada que ver com esta notícia “ , declarou um porta-voz diplomático russo ao qualificá-la de uma “ informação mediática.”

Segundo a rádioemissora local Cadena SER, a Inteligência da Espanha prendeu na terça-feira (24) Roberto Flores García , um suposto agente duplo que estava mandando segredos de Estado para a Rússia .

O agente trabalhou para a Rússia desde 2001 até 2004, disse o diretor da CNI Alberto Saiz, de acordo com a rádio , citada por Milenio.com.

Garcia , segundo Sáiz revelou dezenas de identidades, assim como outras informações sobre o serviço de espionagem espanhol , a cámbio de muito dinheiro e a informação relativa à organização e procedimentos internos, atividades de contrainteligência do CNI e dezenas de identidades de agentes espanhóis.

Ele ressaltou, contudo, que "a segurança nacional não esteve sob risco", acrescentando que nenhum dado de segurança sobre a União Européia (UE) ou a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) foi repassado.

 Por Lyuba Lulko 


Loading. Please wait...

Fotos popular