Pravda.ru

Federação Russa

Rússia em pânico por alegadas explosões em centrais nucleares

22.05.2007
 
Rússia em pânico por alegadas explosões em centrais nucleares

Durante o fim da semana e esta segunda-feira (21) a linha telefónica de emergência do ministério russo para as Situações de Emergência recebeu centenas de chamadas sobre alegadas explosões em centrais nucleares no Sul da Rússia.  

As escolas em várias regiões do Sul da Rússia foram fechadas ontem sob suspeita de uma alegada fuga do material radiactivo.

De acordo com Tatiana Kobzarenko, porta-voz do Ministério, as chamadas que "entopem" a linha dificultam o trabalho das equipas de socorro que têm de acorrer às verdadeiras emergências.
Segundo Kobzarenko, as chamadas começaram a ser feitas por habitantes de Kuban, região do Sul da Rússia, no sábado e estão a aumentar de hora para hora. Cada décimo da população de Kubam telefonou para esclarecer a situação.


"As pessoas telefonam e perguntam sobre as explosões nas centrais nucleares de Volgodonsk, Beloretchensk, Slavinsk-na-Kuban e de outras cidades do Círculo Federal do Sul", explicou Tatiana Kobzarenko, acrescentando que "a informação sobre as explosões é falsa".


A porta-voz do Ministério para Situações de Emergência da Rússia atribui a origem dos boatos aos exercícios realizados pelo governo ucraniano na Central Nuclear de Zaporojie a 18 de Maio.
"No Sábado, na Central Nuclear de Zaporojie foi realizada a paragem planeada de um reactor. Depois disso começaram os boatos sobre as explosões nas centrais russas", acrescentou.


O Ministério da Energia Atómica da Rússia e o Ministério para Situações de Emergência da Ucrânia também desmentiram as explosões. Em 2004, depois de boatos sobre uma avaria na Central Nuclear de Balakov, no distrito de Saratov, habitantes locais começaram a misturar iodo com alimentos como medida de profilaxia contra a radiação, o que levou não só ao desaparecimento do iodo das farmácias, mas também ao internamento hospitalar de cerca de dez pessoas que consumiram "iodo impróprio para esse fim".

 Lyuba Lulko 


Loading. Please wait...

Fotos popular