Pravda.ru

Federação Russa

Rei da Espanha matou na Rússia um urso domado de ser bêbado

20.10.2006
 
Rei da Espanha matou na Rússia um urso domado de ser bêbado

O jornal russo Kommersant publicou ontem uma carta do dirigente do Departamento de Protecção dos Recursos Florestais da província de Vologda ,Serguei Starostin, na qual ele denuncia que o rei Juan Carlos de Espanha matou durante uma caçada em agosto do corrente “ um urso domado, além disso emborrachado previamente com vodka”.

Em agosto, Juan Carlos, visitou, a título pessoal, a Rússia e, nomeadamente, a província de Vologda, situado a Nordeste de Moscou.

Juan Carlos é um aficcionado da caça, e as autoridades locais decidiram esmerar-se na recepção e organizaram a “caça ao urso”.

Segundo denuncia Serguei Starostin, “o rei abateu, durante a caçada, um urso domado, além disso emborrachado previamente com vodka”.

“Os falsificadores da caça sacrificaram um urso bondoso e alegre, chamado Mitrofan, que vivia na casa de repouso da aldeia de Novlenski” – denuncia Starostin, numa carta enviada ao governador do distrito, e continua. "O urso foi enfiado numa caixa e transportado até o local da caçada. Depois deram vodka misturada com mel a ele. O animal bêbado virou um alvo fácil. Sua majestade Juan Carlos matou Mitrofan com o primeiro tiro".

Starostin escreve que não se trata do primeiro caso de “caça falsificada”, tendo, anteriormente, sido utilizados outros animais como alvos, nomeadamente lobos.

Claro que nem o rei , nem o governador da região faziam a mínima ideia do estado em que se encontrava o urso. “Em geral, isso era do conhecimento de um círculo muito restrito de pessoas. Mas, em determinadas situações, o círculo pode-se tornar muito amplo” – remata Starostin.


Este caso não é assim tão raro na Rússia . Em russo isto chama-se” pokasukha”, uma ação que faz-se para mostrar sua disposição à pessoa altamente colocada e frecuentemente por detras desta ação se esconde a corrupção ou crime. Recordamos as “aldeias de Potiomkin.“ Grigory Potiomkin, o favorito da Imperatriz russa Catarina II a Grande colocou nas costas do Volga uma adeia feita de papelão em vez de construir as casas públicas a serem pagadas do tesouro.

Pravda


Loading. Please wait...

Fotos popular