Pravda.ru

Federação Russa

Mina mais moderna na Rússia mata 97 homens

20.03.2007
 
Mina mais moderna na Rússia mata 97 homens

Na mina Ulianovskaia na região de Kemerovo na Sibéria as equipes de resgate continuam a tentar salvar treze mineiros encurralados a 270 metros de profundidade.

 O acidente aconteceu ontem às 10.30 quando uma explosão de gás metano fez cair o tecto de uma das galerias soterrando 203 pessoas. Ao início da madrugada desta terça-feira (20) o número de mortos já chegava aos 97 , são salvos 93 e 13 continuam desaparecidos. A mina pertence ao grupo Evra controlado pelos magnatas russos Roman Abramovich e Oleg Deripasca. As autoridades não conseguiram estabelecer contacto com os trabalhadores ainda encurralados.

Entre as vítimas há estrangeiros - representantes da empresa inglesa AMC que visitavam a mina para colocar um equipamento moderno e que desceram com os directores minutos antes. Já foi encontrado e identificado o corpo do dirigente do grupo.

 O ministro das Situações Emergentes, Seguei Choigu chegou ontem ao local e encabeçou a operação de resgate. O presidente do sindicato do sector exigiu ontem a suspensão da extracção de carvão até que sejam apuradas as causas.

O elevado número de vítimas coloca o acidente de ontem na lista das piores dos últimos anos, apesar de se tratar do complexo mais moderno da região. Inaugurada em 2002, produz anualmente três milhões de toneladas de carvão por ano.


Loading. Please wait...

Fotos popular