Pravda.ru

Federação Russa

Gabalá não substituirá radar na República Checa

19.09.2007
 
Gabalá não substituirá radar na República Checa

Um grupo de especialistas militares americanos terminou nesta terça-feira (18) de examinar a estação de radar de Gabalá, no Azerbaijão, apresentada por Moscou como uma alternativa para o escudo antimísseis americano na Europa.

Seja o que for , mas o chefe da Agência Norte-americana de Defesa Antimísseis, Henry Obering, disse que a variante de Gabalá proposta pelo presidente Putin não pode substitiir os objetivos do escudo na Polónia e República Checa. Chamou a Moscou a incluir o radar em Azerbaijão em um sistema único defensivo, segundo The New York Times.

Obering indicou que os radares russos pelos seus características não podem cumprir as tarefas impostas ao prototipo americano que se instalará no território checo e considera como melhor saída a incorporação dos primeiros ao sistema da Europa Central.

Entretanto Patrick O'Reilly, diretor adjunto da Agência Norte-americana de Defesa Antimísseis que encabeçou a delegação americana em Azerbaijão declarou que “as conversações foram muito informativas, mas se trata de um tema muito complexo e devemos continuar com nossa análise nos Estados Unidos", segundo AFP.

Os Estados Unidos querem instalar um radar na República Tcheca e dez mísseis interceptores na Polônia, um projeto que, segundo Washington, pretende responder a uma eventual ameaça de mísseis procedentes de países como o Irã. No entanto, Moscou vê nesse projeto uma ameaça direta para sua segurança.

Segundo o general Alexandre Yakushin, chefe adjunto das forças especiais russas, os especialistas russos explicaram como o radar construído na época soviética pode ser modernizado para ser utilizado no sistema de defesa antimísseis americano.

"Mostramos as perspectivas de desenvolvimento e de modernização do radar, se tomada uma decisão política de cooperar", assinalou.

"Não houve negociações ou consultas formais. O resultado dessa visita servirá como base para as conversações durante o próximo encontro entre especialistas russos e americano em outubro", acrescentou O'Reilly, que encabeça uma delegação de seis especialistas americanos.

 Por Lyuba Lulko


Loading. Please wait...

Fotos popular