Pravda.ru

Federação Russa

Rússia não quer entrar em conflito na "questão da Transdniestria"

19.09.2006
 
Rússia não quer entrar em conflito na "questão da Transdniestria"

Os resultadoas do referendo realizado na Transdniestria não têm valor desde o ponto da vista do Direito Internacional, disse o politólogo russo Gleb Pavlovski, o presidente da Fundação da Política Eficaz, entrevistado pela agência Ria-Novosti .

" Mas seu resultado político se utilizará para consolidar a ordem existente na república secessionista e permitirá à Rússia alegar a opinião expressada por suas habitantes",disse  .

No referendo realizado no domingo os eleitores da região da Transdniestria, na Moldova, aprovaram por uma maioria esmagadora de mais de 97 por cento a integração do território na Federação Russa. O referendo não é reconhecido nem pela Moldova nem pela UE.

“ Existe o problema do reconhecemento internacional da Transdniestria” , disse Pavlovski. Segundo ele a Rússia não quererá entrar em conflito com a União Europeia , Ucrânia e Moldova em esta questão.

Ontem, comentando os resultados do referendo, após um encontro em Lisboa com o seu homólogo português, Luís Amado , o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, notou que para ele «os resultados foram os previsíveis e são mais uma confirmação do que dizemos há muito: é preciso resolver os conflitos com base nos compromissos que já foram assumidos por todos.

 "Somos a favor de que a situação se acalme e de que todas as partes regressem à mesa das negociações para procurar uma solução com base nos compromissos que já foram assinados», insistiu o ministro russo.

  pravda.ru


Loading. Please wait...

Fotos popular