Pravda.ru

Federação Russa

Livros de Língua Portuguesa enriquecem

19.07.2012
 
Livros de Língua Portuguesa enriquecem. 16926.jpeg

Acervo de Universidade de S. Petersburgo - Instituições, editoras e autores do mundo lusófono participam de campanha para aumentar acervo do Centro Lusófono Camões

 SÃO PETERSBURGO - O Centro Lusófono Camões, da Universidade Estatal Pedagógica Hertzen, de São Petersburgo, que há treze anos desenvolve um trabalho de difusão e ensino da Língua Portuguesa na Rússia, continua a receber doações em livros de instituições, editoras e autores do mundo lusófono. Segundo o professor Vadim Kopyl, diretor da instituição, esse material tem enriquecido sobremaneira o acervo do Centro Lusófono Camões.

Vários escritores enviaram individualmente seus livros. De Ronaldo Cagiano, de São Paulo, o Centro recebeu Concerto para arranha-céus e Dicionário de pequenas solidões; de Jaime Prado Gouvêa, de Belo Horizonte, O altar das montanhas de Minas e Fichas de vitrola e outros contos; de Rejane Machado, do Rio de Janeiro, Requiém para Mário; da professora Moema Parente Augel, de Bielefeld, Alemanha, O Desafio do Escombro: nação, identidades e pós-colonialismo na literatura da Guiné-Bissau; de Reynaldo Domingos Ferreira, de Brasília, Lullius Rei (tragicómédia);  A Mulher de Lote e Dona Bárbara; de Miriam Halfim,  do Rio de Janeiro, Senhora de Engenho; O Língua-Solta e O Judeu em Chaucer, Marlowe e Shakespeare; de Branca Maria de Paula, de São Paulo,  Fundo infinito: contos eróticos; Pacífico, o gato e Truques coloridos; de Helena Parente Cunha, professora titular e emérita da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Falas e falares. Minicontos (Florianópolis: Editora Mulheres, 2011); e de José Cavalheiro Homem, de Portugal, Para além da terra, M´Africando, Trilhos e O meu Curso de Aviação, de Adelino Gonçalves (pseudônimo de José Cavalheiro Homem).

Do professor Silvio Firmo Nascimento, do Instituto de Ensino Superior Presidente Tancredo de Almeida Neves (Iptan), de São João del Rei, Minas Gerais, o Centro Lusófono Camões recebeu as oito edições já publicadas da Revista Saberes Interdisciplinares.

                                                           HISTÓRIA

Fundado em 1999 com o apoio do Colégio Universitário Pio XII, de Lisboa, o Centro Lusófono Camões começa o ano, em média, com 15 estudantes russos de Português. Os estudantes entram no nível zero, passando para o nível médio, chegando ao nível superior. Em média, formam-se de sete a oito alunos por ano.  Atualmente, o Centro Lusófono Camões, da Universidade Pedagógica Hertzen, conta com o apoio da professora Maria João Albuquerque, docente do Instituto Camões, de Lisboa, que estende sua colaboração à Universidade Estatal de São Petersburgo, que também mantém curso de Português.

Desde a sua fundação, o Centro já publicou em edições bilingue  livros como o Guia de Conversação Russo-Portuguesa Contemporânea, Poesia Portuguesa Contemporânea (2004), que reúne poemas de 26 poetas portugueses, e Vou-me embora de mim (2007), do poeta português Joaquim Pessoa.

Em 2006, com o apoio da Embaixada do Brasil em Moscou, o Centro publicou o livro Contos e, em 2007, Contos Escolhidos, de Machado de Assis (1839-1908), em edição russo-portuguesa, com prefácios de Adelto Gonçalves, doutor em Letras pela Universidade de São Paulo (USP). 

SERVIÇO - As instituições, editoras e autores do mundo lusófono que quiserem participar da campanha devem enviar os seus livros para:

Prof. Vadim Kopyl

CENTRO LUSÓFONO CAMÕES

Moica 48 - UNIVERSIDADE ESTATAL PEDAGÓGICA HERTZEN k. 14

Saint Petersburg - Russia

 

________________________

Legenda da foto:

Alunos russos de Português do Centro Lusófono Camões, da Universidade Hertzen, de São Petersburgo, com o diretor da instituição, professor Vadim Kopyl (ao centro), e o diretor do Colégio Universitário Pio XII, de Lisboa, António Oliveira

 


Loading. Please wait...

Fotos popular