Pravda.ru

Federação Russa

Clássicos do Cinema Russo no Circuito Spcine

19.02.2020
 
Clássicos do Cinema Russo no Circuito Spcine. 32692.jpeg

Clássicos do Cinema Russo no Circuito Spcine
Começa esta semana a programação CLÁSSICOS DO CINEMA RUSSO no Circuito Spcine, com sessão do filme A HISTÓRIA DE UM HOMEM DE VERDADE, no Centro Cultural São Paulo, dia 19/02/20. Mais informações no link: https://bit.ly/2SSjl7S
 
A programação, que foi sucesso no ano passado, continuará em 2020, com número maior de exibições e em dois cinemas do circuito. Além das exibições na Sala Paulo Emílio, no Centro Cultural São Paulo, haverá sessões no Cine Olido, que já recebeu parte da programação da 6ª Mostra Mosfilm em 2019.
 
Todas as produções são do Mosfilm, o maior e mais antigo estúdio cinematográfico da Europa, representado nesta iniciativa pela CPC-UMES Filmes, distribuidora do Centro Popular de Cultura da União Municipal de Estudantes Secundaristas de São Paulo.
 
 
No circuito Spcine os ingressos têm preços populares: R$ 4,00 a inteira,
R$ 2,00 a meia-entrada.
 
Sala Paulo Emílio
SPCINE CENTRO CULTURAL SÃO PAULO (CCSP)
Rua Vergueiro, 1000
Telefone: 99859-3037
ccsp@circuitospcine.com.br
Spcine Olido
GALERIA OLIDO
AV. SÃO JOÃO, 473
Telefone: 95640-8564
olido@circuitospcine.com.br
 
A programação do primeiro semestre já tem filmes, datas e horários definidos:
 
 
 
Sala Paulo Emílio 
A HISTÓRIA DE UM HOMEM DE VERDADE
Aleksandr Stolper (1948), URSS, 92 min.
Piloto caído atrás das linhas inimigas não se rende. Gravemente ferido, regressa às fileiras e, após um ano de trabalho para se adaptar às próteses nas duas pernas, volta a voar, completando 86 missões de combate. Os feitos de Alexey Maresyev foram também imortalizados no romance de Boris Polevoi e na ópera de Serguey Prokofiev, em 1946 e 1948.
 
 
 
Cine Olido
BRAÇO DE DIAMANTE
Dirigido por Leonid Gayday (1968), URSS, 100 min.
O cidadão soviético Semyon Gorbunkov sai a passeio num cruzeiro marítimo. Em seu retorno, acaba levando à URSS joias escondidas por engano no gesso colocado em torno de seu braço esquerdo depois de uma queda em Istambul. Enquanto os contrabandistas realizam várias tentativas para recuperar as pedras preciosas, um capitão da polícia russa usa Gorbunkov como isca para pegar os criminosos. Mas a esposa do nosso herói começa a desconfiar que ele foi recrutado pela inteligência estrangeira ou está tendo um caso. Está armado o quiproquó.
 
 
 
Sala Paulo Emílio
  O QUADRAGÉSIMO PRIMEIRO
Dirigido por Grigori Chukhray (1956), URSS, 87 min.
Filme de estréia de Grigori Chukhray, baseado na obra de mesmo nome de Boris Lavrenyov, "O Quadragésimo Primeiro" conta a história do romance ocorrido durante a Guerra Civil entre a jovem Mariutka, exímia atiradora do Exército Vermelho - com cartel de 40 inimigos abatidos – e um prisioneiro sob sua escolta, o tenente Nikolaievich do Exército Branco czarista. Uma sucessão de acontecimentos transporta os dois personagens do deserto de Karakum para uma ilha do mar de Aral, onde permanecem isolados numa cabana de pesca e temporariamente desligados do mundo, mas não de seus condicionamentos políticos e ideológicos.
 
 
 
Cine Olido
BOLA DE SEBO
Dirigido por Mikhail Romm (1934), URSS, 90 min.
Grupo de burgueses procura abandonar Rouen, na França, para fugir da ocupação do exército prussiano em 1870. Já iniciada a viagem, uma prostituta conhecida como Bola de Sebo se incorpora à comitiva. Obra de estreia de Mikhail Romm, baseada na adaptação do conto homônimo de Guy de Maupassant, "Bola de Sebo" foi realizado em 1934 como um filme silencioso, sendo sonorizado em 1955 sob a supervisão do diretor.
 
 
 
 
 
Sala Paulo Emílio
O CAMINHO PARA BERLIM
Dirigido por Serguey Popov (2015), Rússia, 82 min.
Condenado por covardia à pena de fuzilamento, tenente russo cruza a estepe escoltado por soldado cazaque até o posto de comando, local da execução. Para chegarem ao destino, eles terão que enfrentar juntos o cerco alemão. Baseado no romance "Dois na Estepe" de Emmanuil Kazakevich e nos diários de guerra de Konstantin Simonov, o fi lme foi lançado em 2015 por ocasião das comemorações do 70º aniversário da vitória do Exército Vermelho sobre o fascismo. Os acontecimentos que ele evoca ocorreram no verão de 1942, na Frente Sul. O fi lme foi premiado com a menção ecumênica do júri do Festival Internacional de Montreal (2015).
 
 
 
Cine Olido
 UM ACIDENTE DE CAÇA
Dirigido por Emil Loteanu (1978), URSS, 105 min.
Adaptado da novela de Anton Chekhov, publicada como folhetim em 1884-85 e considerada precursora do romance policial psicológico, o filme penetra no vazio moral da aristocracia decadente ao narrar o drama da jovem Olga, filha de um servo, cobiçada por três homens de meia-idade.
 
 
 
Sala Paulo Emílio
A VIDA É MARAVILHOSA
Dirigido por Grigori Chukhray (1979), URSS, 116 min.
O piloto Antonio Murillo foi expulso do Exército por se recusar a abrir fogo contra uma embarcação que transportava mulheres e crianças em fuga. Seu principal objetivo agora é viver sem complicações, dirigindo seu táxi, mas ao envolver-se com Mary, garçonete de um café local, terá que fazer uma escolha. A história se passa num país sem nome, situado na Europa, governado por uma Junta Militar. O filme é uma coprodução soviético-italiana, do Mosfilm com a Quattro Favalli Cinematografica.
 
 
 
Cine Olido
O HOMEM DO BOULEVARD DES CAPUCINES
Dirigido por Alla Surikova (1987), URSS, 98 min.
Na alvorada do século 20, Mr. Johnny First chega ao Oeste Selvagem com um projetor e alguns rolos de filme. O título dessa deliciosa sátira ao western way of life é uma alusão ao Salão Indiano do Grand Café do Boulevard des Capucines, onde os Irmãos Lumière encantaram as plateias com sua maravilhosa invenção. O filme foi visto por mais de 60 milhões de espectadores na URSS.
 
 
 
Sala Paulo Emílio
STALKER
Dirigido por Andrei Tarkovsky (1979), URSS, 162 min.
Num futuro indefinido, um guia (stalker) conduz dois homens conhecidos como Escritor e Professor a uma área proibida, lacrada pelo governo, a "Zona". Dentro dela há uma usina desativada onde existe um aposento que possui a propriedade de realizar os desejos de quem entrar nele. Prêmio Especial do Júri no Festival de Cannes (1980).
 
 
 
Cine Olido
A QUESTÃO RUSSA
Dirigido por Mikhail Romm (1947), URSS, 91 min.
O jornalista Harry Smith é enviado a Moscou por McPherson e Gould, donos de uma cadeia de grandes jornais americanos interessada em fomentar a guerra fria com um material "novo" contra a URSS. Na volta, ele escreve um livro que deixa seus patrões furiosos e torna-se alvo de violenta retaliação. Privado de tudo, casa, salário e condições de trabalho, Smith acaba então se tornando porta-voz dos cidadãos progressistas dos Estados Unidos. Adaptação da peça teatral do escritor soviético Konstantin Simonov.


Fotos popular