Pravda.ru

Federação Russa

Chelyabinsk: Satélite do 2012 DA14 ou coincidência?

16.02.2013
 
Chelyabinsk: Satélite do 2012 DA14 ou coincidência?. 17890.jpeg

O meteoro que caiu esta manhã em Chelyabinsk precedeu o asteróide 2012 DA14 por 16 horas. Pesando cerca de dez toneladas, viajando a 50.000 km/h, com a dimensão de um ônibus pequeno, enviou uma onda de choque quando entrou na atmosfera, provocando três explosões ao fragmentar-se.

Testemunhos oculares reportam terem ouvido um grande estrondo, seguido por dois menores, na cidade de Chelyabinsk, ao sudeste de Moscou, nos Urais, às 09.22 na hora local. Mais de 950 pessoas foram feridas, 112 hospitalizadas, sendo 3 em estado grave. 82 dos feridos foram crianças. A maior parte das vítimas foram atingidos por estilhaços de vidro quando as janelas fragmentaram nos 297 edifícios atingidos. O estado de emergência foi decretado nos 3 distritos afectados.

Houve de imediato problemas com comunicações e foi efectuada uma evacuação parcial da cidade de Chelyabinsk após o impacto. A força policial da cidade entrou em código "Fortaleza", implementando o plano para emergências; as crianças foram conduzidas fora das escolas e todos os serviços vitais da cidade foram controlados por pessoal da EMERCOM (Ministério de Situações de Emergência) que neste momento tem 20,000 elementos no lugar, juntamente com três aviões.

São estes os factos. A discussão agora se centra acerca das teorias se este meteoro foi um satélite do esperado asteróide 2012 DA14, que passa cerca de 19.00 GMT, ou se foi uma tremenda coincidência dois corpos celestes passarem tão perto da Terra no mesmo dia (Um asteróide é um meteorito grande; um meteoro é um corpo que entre na atmosfera da Terra).

Maksim Shingarkin, Vice-Presidente da Comissão da DUMA (Parlamento russo) sobre Recursos Naturais, o Ambiente e Ecologia, disse numa entrevista com Pravda.Ru que "O corpo celeste que explodiu na manhã de 15 de Fevereiro no céu sobre Chelyabinsk, foi um satélite do asteróide que viaja na vizinhança orbitando o nosso planeta". Lembrou o meteoro de Tunguska, que foi "a manifestação mais significante deste tipo de objecto já vista pela Humanidade".

Explicou que mesmo no caso de Tunguska, não se encontraram fragmentos porque o meteoro não era sólido, mas sim constituído de gás e substâncias geladas que explodiram quando entrou na atmosfera.

Maksim Shingarkin mais explicou que não haverá mais consequências da explosão de hoje sobre Chelyabinsk - foi uma explosão de hidrogénio e se houver fragmentos, serão constituídos de silicone e ferro; provocariam queimaduras tóxicas na pele se forem encontrados. "Tais corpos são constituídos de gás congelado - hidrogénio, pequenas quantidades de água e outras impurezas...ao contactar camadas densas da atmosfera da Terra, o corpo aquece e o hidrogénio explode".

No entanto, Polina Zakharova, do Observatório Kourovsky, declarou que Chelyabinsk não tem nada a ver com 2012 DA14, afirmando que foi um meteorito a vaguear pelo Universo. Se tomarmos em conta o facto que o meteoro de Chelyabinsk caiu 16 horas antes do 2012 DA 2014, viajando aos 50,000 km/h, seria uma distância de 800,000 km de um corpo celeste do outro.

Outras fontes afirmam que o meteoro caiu num lago gelado perto da vila de Chebarkul, na região de Chelyabinsk.

Vídeos disponíveis neste artigo na versão inglesa:

http://english.pravda.ru/science/earth/15-02-2013/123804-meteorite_russia_explosion-0/

 

Timothy Bancroft-Hinchey

Pravda.Ru

 


Loading. Please wait...

Fotos popular