Pravda.ru

Federação Russa

Rússia declarou “persona non grata” os dois adidos militares dos EUA

14.05.2008
 
Rússia declarou “persona non grata” os dois adidos militares dos EUA

A Rússia declarou “persona non grata” os dois adidos militares dos EUA após terem tentado em março passado realizar uma visita de surpresa a uma das plantas aeronáuticas do grupo Sukhoi, localizada na cidade de Novosbirsk, na Sibéria , onde fabricam-se caças SU-34, escreve esta quarta-feira The New York Times , citando as fontes anônimas da administração norte-americana.

Os dois diplomatas mencionados – um, na graduação de tenente- coronel e o outro, tenente- capitão - se apresentaram inesperadamente na recepção desta empresa, incluída na lista de objetos estratégicos , e com isso surpreenderam muitíssimo os representantes das autoridades locais.

 Mais tarde foi lhes sugerido que abandonassem a Rússia , e assim os fizeram. As fontes citadas pelo jornal destacam que ambos oficiais se equivocaram ao acreditar que seria possível entrar na planta sem algum acordo previsto.

Mas é muito difícil acreditar nisso. Segundo o regulamento em vigor , os diplomatas norte-americanos na Rússia , e vice-versa, estão obrigados a anunciar seus visitas com três dias de antelação.

O chefe do Pentágono, Robert Gates, deu a entender anteriormente que se trata de uma resposta à expulsão de dois diplomatas russos desde EUA. Seu adjunto Jeff Morrell declarou que a deportação dos adidos militares não é justa e manifestou seu assombro perante tal decisão.

Tanto o Ministério do Exterior russo , como o FSB (ex-KGB) negaram a apresentar um comentário sobre o incidente.


Loading. Please wait...

Fotos popular