Pravda.ru

Federação Russa

"A Terra é azul", disse, há 53 anos, o astronauta russo Yuri Gagarin

12.05.2014
 

MOSCOU/RUSSIA - A primeira viagem tripulada ao espaço aconteceu em 12 de abril de 1961. O russo Yuri Alekseievitch Gagarin foi o primeiro homem a ir ao espaço. Há 53 anos, a extinta União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), hoje Rússia, passava à frente na corrida pela conquista ao Espaço tão disputada com os Estados Unidos durante a Guerra Fria.


Por ANTONIO CARLOS LACERDAPRAVDA.RU 


No dia 12 de abril de 1961, acontecia o primeiro voo espacial tripulado por um ser humano, realizado pelo cosmonauta soviético Yuri Gagarin, 27 anos. 


Na manhã daquele dia, Gagarin foi lançado para uma viagem à órbita terrestre às 9h07 (horário local). Sua nave espacial, Vostok, foi enviada do alto de uma plataforma de 30 metros na região de Tyuratam, no Cazaquistão, hoje conhecida como o Cosmódromo de Baikonur.


Durante seu lançamento, conta-se que ele teria dito "Poyekhali", ou seja, "lá vamos nós".


O voo de 108 minutos foi a primeira prova de que seria possível para seres humanos sobreviverem sob a gravidade zero, o que era bastante temido. Na época, achava-se que a falta de gravidade poderia alterar, de certa maneira, as funções vitais do corpo e, por isso, a nave espacial recebeu os comandos diretamente da base e Gargarin só teria controle em uma situação de emergência.  


Para isso, ele recebeu um envelope contendo códigos que permitiram que assumisse o controle da nave espacial com o auxílio de um computador que havia a bordo.


A missão espacial tripulada foi um grande golpe de publicidade para a União Soviética, que já havia lançado anteriormente o primeiro satélite artificial, o Sputnik, em 1957.


Na época, em plena Guerra Fria, a União Soviética disputava com os Estados Unidos o poderio bélico e tecnológico e as "primeiras vezes" eram usadas pela União das Repúblicas Socialistas Soviéticas para afirmar sua superioridade tecnológica e bélica.


Na época, era sabido que Estados Unidos tentariam enviar o astronauta Alan Shepard em um voo sub-orbital em maio, e, por isso, a Rússia correu para escolher um possível piloto para viajar ao espaço. Durante o treinamento, vinte candidatos foram submetidos a um regime de severo que envolvia longos períodos em câmaras de isolamento.


Muitos dizem que Gagarin teria sido escolhido por ser de origem humilde, já que era filho de operários, e que sua presença em uma missão tão importante serviria como uma maneira da URSS demonstrar que todos poderiam ser bem-sucedidos dentro do regime socialista.


Em contrapartida, outros acreditam que o cosmonauta teria demonstrado desempenho extraordinário durante as provas. A seleção final estava entre ele e o piloto de teste German Titov, que era de uma família de classe média.Comparado a Cristovão Colombo pela sua conquista de novas fronteiras, Gagarin foi o primeiro ser humano a ver a Terra de cima. Yuri Gagarin nasceu em 1934 e morreu em 1968. O russo de 27 anos e 1,57 metros estava a bordo da Vostok-1, lançada do Cosmódromo de Baikonur e permaneceu em órbita durante uma hora e 48 minutos, a 315 km de altitude e a uma velocidade aproximada de 28 mil km/h.


Ele morreu em 1968 em um treinamento comum durante um voo de jato. Gargarin não chegaria a ver a conquista do homem à Lua, que aconteceu no ano seguinte. 


A Terra é azul
É de autoria de Gagarin a frase "A Terra é azul", eternizada como a reação espontânea à vista externa do planeta. Porém, ao observar a Terra pela primeira vez, Gagarin teria declarado: "Através da janela, eu vejo a Terra. O chão é claramente identificável. Eu vejo rios e as dobras do terreno. Tudo é tão claro...".
Acredita-se que a frase "A Terra é azul" tenha sido falada no solo, após seu desembarque.


Retorno
Depois de quase duas horas, o russo voltou ao solo e, por pouco, não morreu. Por causa de defeitos técnicos, a temperatura dentro da cápsula se tornou perigosamente elevada. Por pouco, o russo não perdeu a consciência, após a cabine ter girado violentamente.
"Eu estava dentro de uma nuvem de fogo, me dirigindo para a Terra", contou na época. 
Gagarin saltou de paraquedas antes de sua cápsula atingir o solo, pousando perto do rio Volga, ao norte da Rússia. 


Em seu retorno, o russo foi transformado repentinamente em um ídolo mundial. Monumentos foram erguidos em sua homenagem, ruas foram batizadas com o seu nome em diversas cidades soviéticas. Gzhatsk, a cidade em que ele passou boa parte de sua infância, foi até mesmo rebatizada como Gagarin. ANTONIO CARLOS LACERDA é Correspondente Internacional do PRAVDA.RU


Loading. Please wait...

Fotos popular