Pravda.ru

Federação Russa

Terminou a operação de resgate numa mina de ouro na Sibéria

11.09.2006
 
Terminou a operação de resgate numa mina de ouro na Sibéria

Ontem as equipes de resgate encontraram  os corpos dos últimos  quatro mineiros soterrados em uma mina de ouro na Sibéria, subindo para 25 o número de operários mortos desde a quinta-feira, quando ocorreu um incêndio no local.

No sábado oito mineiros foram resgatados  com vida  cinco deles  após mais de 40 horas sob a terra. Três homens conseguiram escapar pelos próprios meios, ajudando as equipas de salvamento a resgatar outros cinco.

Um deles explica como chegaram à superfície: "Seguimos a corrente de ar fresco num túnel que sabíamos sem saída e que tinha todas as passagens bloqueadas. Mas pelo menos tínhamos ar fresco e acabamos por nos sentar e esperar.

 Quando o fumo diminuiu um pouco, decidimos com calma avançar". Os efetivos de salvamento encontraram os mineiros mortos em uma profundeza de mais de 300 metros, informou Irina Andrianova, porta-voz do Ministério de Situações de Emergência, citada pela agência "Interfax".

Os corpos dos mineiros mortos estão sendo içados pelas equipes de resgate, enquanto os bombeiros tentam apagar os últimos focos do incêndio, que ainda afeta as vigas de madeira que sustentam as galerias.

 No total 25 cadáveres foram  retirados do complexo, enquanto  39 mineiros dos 64 que se encontravam no interior da mina no momento do incêndio, foram evacuados ou abandonaram a mina sozinhos. O Ministério Público russo  abriu um inquérito ao incidente,    intentando um prosesso penal.

 A empresa britânica Highland Gold, proprietária da mina, foi acusada no passado de não respeitar as regras de segurança, mas já começou a pagar cerca de 3000 euros de indemnização a cada uma das famílias das vítimas. Segundo os resultados preliminares das investigações, o incêndio teria sido ateado por faíscas durante trabalhos de soldadura. O alarme só foi dado 3 horas depois do início do fogo.
 

Apesar das condições adversas, com temperaturas de até 35 graus e uma intensa fumaça, centenas de efetivos participaram dos trabalhos de resgate durante mais de 72 horas.

A mina Daransun, aberta há mais de um século na região de Chita, limítrofe com China e Mongólia, se encontra a mais de 500 quilômetros da capital regional.

A segunda-feira foi anunciada o dia de luto na  província de Chita. O governador da província declarou que a mina de ouro não será fechada , por que  é  a única  empresa a funcoionar no povoado  Vershino- Darasun, onde trabalha quase toda  sua população adulta masculina.


Loading. Please wait...

Fotos popular