Pravda.ru

Federação Russa

Rússia não prevê aumentar o volume de fabricação dos mísseis “Topol M”

10.12.2007
 
Rússia não prevê aumentar o volume de fabricação dos mísseis “Topol M”

Rússia não prevê incrementar o volume de fabricação dos mísseis “Topol M” prejudicando a realização de programas sociais, informou o vice-primeiro-ministro do governo da Rússia , Serguei Ivanov.

 “ Não precisamos de  produzir 30 “ Topol-M” por ano. Pois, não estariam de sobra , mas em tal caso veríamos obrigados a reduzir programas sociais" , disse Ivanov , em discurso numa reunião desta sexta-feira (07) com os veteranos da Comissão Industrial Militar que está por cumprir 50 anos. Necessitamos de seis a sete sistemas de mísseis por ano”, disse Ivanov.

Mencionou entretanto que o país precisa alcançar a paridade nuclear com os Estados Unidos. "Os fracos não são amados nem ouvidos -são insultados; quando tivermos paridade eles falarão conosco de outro modo'', afirmou Ivanov.

 
O presidenciável russo falou ao Comissão sobre um belicoso conselho que teria recebido do ex-secretário da Defesa norte-americano Donald Rumsfeld, um dos principais articuladores da Doutrina Bush. "O mesmo Donald Rumsfeld, que passou a infância em Chicago, famosa pelos mafiosos, me disse: "eles ouvem melhor seus argumentos se, além de sorrir, você tiver um arma no bolso'.''
A paridade seria qualitativa e não quantitativa, segundo Ivanov.

 Por Lyuba Lulko


Loading. Please wait...

Fotos popular