Pravda.ru

Federação Russa

Americanos não acreditam que os "Bears" ainda voem

10.08.2007
 
Americanos não acreditam que os "Bears" ainda voem

A Força Aérea russa renovou os vôos longos de bombardeiros estratégicos sobre as àguas do Pacífico e Anlántico. As missões têm vários objetivos e são realizados de dia e de noite. Na quarta-feira dois aviões Tu-95MS sobrevoaram a ilha Guam , onde está localizada a base militar dos EUA.

“Renovamos nossa tradição quando nossos jovens pilotos sobrevoaram Guam em dois aviões , disse o comandante da Força aérea rusa o general Pavel Androsov, descreveu a interceptação dos caças americanos , dizendo que aeronaves estiveram táo próximas que houve contato visual entre os pilotos. “ Trocamos sorrisos com nossos colegas, que decolaram de um porta-aviões dos EUA. Então voltamos para casa”.

O porta-voz do Departamento de Estado americano, Sean McCormack, conseguiu comentar o evento só assim: “ O que é isso, é o “Bear” ?( o nome do Tu-95 segundo a classificação da Nato) E que, ainda voam neles? “, segundo a versão russa da Pravda.

Segundo o Androsov, os caças da Nato já tiveram bastante trabalho com interceptações de bombardeiros russos em diversos pontos do planeta.

“ Dentro dos exercícios de verão foram efetuadas cerca de 40 missões de vôo, que foram realizadas por aviões Tupolev (Tu)-160, Tu-95, Tu-22 e Ilihushin (Il)-76t, disse o porta-voz da Força Aérea russa, Alexander Drobyshevski.

“ Nas missões de vôo sobre as águas do Pacífico e do Atlántico, as aeronaves de nossa aviação estratégica estiveram acompanhados por caças da Nato.

 Segundo Drobyshevski nas missões foram treinadas a interação com aviões de interceptação, a reposição de combustível durante o vôo e a simulação de superação de sistemas antiaéreos inimigos. Além disso , foram disparados simultaneamente vários mísseis de cruzeiro contra alvos no Árctico, ao norte da Rússia.

 Por Lyuba Lulko 


Loading. Please wait...

Fotos popular