Pravda.ru

Federação Russa

Caso de Klebnikov será revisado

09.11.2006
 
Caso de Klebnikov será revisado

O Supremo Tribunal da Rússia anulou hoje a decisão judicial do Tribunal de Moscou que absolvia os três acusados pelo assassinato do jornalista americano de origem russa Paul Klebnikov, que dirigia a edição russa da revista "Forbes".

 "Embora notícias positivas cheguem do Supremo Tribunal, estamos indignados pelo fato de que os assassinos de Paul continuam em liberdade", afirmou a família de Klebnikov.

Supremo ordenou a revisão do caso, que será analisado por outros juízes, em nova audiência no Tribunal de Moscou.
A máxima instância judicial do país acatou assim o recurso apresentado pela Promotoria Geral, a pedido da família do jornalista assassinado, contra a decisão judicial, ditada pelo Tribunal de Moscou em 6 de maio.

A Justiça havia declarado inocentes os três acusados pelo assassinato, os chechenos Kazbek Dukúzov e Musá Vajáyev e o moscovita Faíl Sadretdínov.

Klebnikov, de 41 anos, foi assassinado a tiros em 9 de julho de 2004, quando saía de seu escritório.Em abril desse mesmo ano, o jornalista americano havia lançado a edição russa da "Forbes".

Durante sua carreira profissional, Klebnikov denunciou a corrupção na Rússia, e ficou conhecido por suas matérias sobre alguns dos oligarcas mais poderosos da Rússia. Klebnikov publicou uma lista de 100 pessoas mais adinheirados da Rússia , possivelmente granjeado o ressentimento daqueles que não querem ganhar fama graças a suas posições.

Interfax


Loading. Please wait...

Fotos popular