Pravda.ru

Federação Russa

Ivanov - Biden: Rússia prefere manter cautela

09.02.2009
 
Ivanov - Biden: Rússia prefere manter cautela

A Rússia evitou responder de imediato às propostas norte-americanas para melhorar as relações bilaterais e prefere manter cautela, manifestou ontem ( 08) o vice-primeiro-ministro russo Serguei Ivanov , apoós uma reunião com o vice-presidente os EUA, Joe Biden.

Foi o primeiro encontro de nível oficial, depois do presidente Barack Omama ter tomado posse. “Biden confirmou a decisão firme dos EUA de começar de novo as relações”, disse Ivanov , o que , segundo ele, é um sinal muito positivo para os contatos bilaterais. Os altos dirigentes de ambos países se encontraram no âmbito da Conferência de Munique ( Alemanha) a  ser terminada ontem. Biden explicou as linhas principais da política exterior do presidente Obama e anunciou sua vontade de iniciar outra etapa com Moscou.

 Ivanov mencionou algumas concessões ( sem precisar) por parte norte-americana, às quais a Rússia não vai responder de imediato. “ Não se trata de um bazar oriental. Não regateamos como a gente em um bazar’ , insistiu Ivanov. Ao concluir o encontro, Biden não ofereceu as declarações oficiais.

A Rússia e os EUA tiveram ásperas contradições em 2008 em torno de vários assuntos : a ampliação da Otan, os planos de instalação de um escudo anti-mísseis na Europa Oriental , a guerra da Rússia com a Geórgia e o reconhecimento da independência das repúblicas separatistas da Abkházia e Ossétia do Sul, duramente criticado pelos EUA.

Ivanov disse que “ os EUA apresentaram sua opinião de maneira muito forte e esse aviso foi ouvido”. Nesse sentido a Rússia fica agora “cautelosamente otimista”. “ Somos otimistas cautelosos , há que esperar e ver o que passa. Temos que ser realistas , a administração de Barack Obama é muito recente”, disse Ivanov.

O essencial é Biden anunciar a vontade de manter consultas com a Rússia antes de tomar qualquer decisão em relação à instalação de escudo anti-mísseis na Europa, que para os democratas norte-americanos , agora em governo, é pouco efetiva e poderia ser revisada.

 Por Lyuba Lulko


Loading. Please wait...

Fotos popular