Pravda.ru

Federação Russa

Rússia vai constrir dezenas de reatores nucleares no estrangeiro

08.09.2006
 
Rússia vai constrir dezenas de reatores nucleares no estrangeiro

A Rússia pretende construir entre 40 e 50 reactores nucleares no estrangeiro e até 58 no seu território até 2030, declarou hoje o director da Agência federal russa de Energia Atómica (Rosatom), Sergueï Kirienko, num discurso na sessão anual da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) em Londres, citado pela agência Ria Novosti.

 Ele  disse  que actualmente não existe  alguma alternativa para a energética nuclear. A Rússia pretende participar na elaboração dos projetos de tecnologia de vanguarda internacionais, por exemplo, desenvolver , em conjunto com EUA, a quarta geração de reatores nucleares .

Serguei Kirienko informou que e o diretor da AIEA, Muhammed al Baradei, planeja relizar o mais próximo possível uma visita à Rússia para debater a questão da criação do centro internacional de enriquecimento do urânio na Rússia . O diretor de Rosatom também disse que a Rússia já no fim do ano está disposta a garantir todas as condições para seu trabalho.

"Países estrangeiros podem ser fundadores deste centro, mas não irão ter acesso à tecnologia de enriquecimento", disse  Kirienko 

O Presidente russo Vladimir Putin declarou, no final de Janeiro, que até 2030, 25 por cento da electricidade produzida na Rússia deverá ser nuclear, contra os 16 por cento de hoje.
Actualmente, a Rússia tem dez centrais nucleares e 31 reactores, com uma capacidade total de 23.242 megawatts.


A empresa russa Atomstroyexport é a única empresa encarregada da construção de centrais no estrangeiro.  Opera uma em Tiawan (China), uma em Kudankulam (Índia) e outra em Bouchehr (Irão).


Loading. Please wait...

Fotos popular