Pravda.ru

Federação Russa

General russo desmente a sua morte na Síria

08.08.2012
 
General russo  desmente a sua morte na Síria. 17052.jpeg

O major-general aposentado Vladimir Kujeev, que segundo as informações da mídia árabe tinha sido morto ontem na Síria, reuniu-se esta quarta-feira (8) com jornalistas russos no Ministério da Defesa e negou os relatos da sua morte.

"Agradeço aos meios de comunicação para grande atenção a minha pessoa modesta. Dizendo a verdade, como um ser humano, estou muito desconfortável sobre a minha suposta morte na Síria. Estou muito preocupado que essa informação tenha sido atingida os meus familiares, amigos e conhecidos. Hoje o meu telefone não pára de tocar ", — disse general russo.

Mais cedo, os representantes da oposição do Exército Livre Síria (ELA) disseram a canal de TV "Al-Arabiya", que tinham eliminado o general  Vladimir Petrovich Vladimir Kuzheyev (assim o nome foi citado nos relatórios árabes), trabalhando como conselheiro do comando militar do governo sírio.

"Como um general na reserva antecipada, entendo que esta informação é apenas uma provocação dirigida não só contra mim, mas acima de tudo contra o meu pais", opina  Kujeev.  As fontes da Interfax ainda descobriram que o major-general Kujeev realmente estava antigamente na Síria como conselheiro do chefe do departamento militar deste país. Mas há dois anos permanece de aposentado e foi para reserva. A notícia da " eliminação " de um general russo também foi  denunciada pelo Ministério da Defesa russo.

Aquele que os rebeldes identificaram como o general aposentado Vladimir Kujeev, é aposentado e vive em Moscou, disse um porta-voz do ministério.

Para comprovar a morte de Kujeev, os rebeldes enviaram um vídeo para a Agência Reuters, no qual mostram um documento que supostamente seria a identidade do general. Eles teriam matado o russo em Ghouta, nos arredores da capital Damasco. Posteriormente, a "informação" foi reproduzida por outros meios de comunicação nos países árabes e ocidentais. Também atribuiu a morte de Ahmed Aiq, o alegado interprete pessoal do militar russo de alto nível.

O escândalo mostra que a fim de desacreditar al-Assad a mídia ocidental usa uma mentira deslavada.

Lyuba Lulko


Loading. Please wait...

Fotos popular