Pravda.ru

Federação Russa

Fundo Monetário Internacional elogia a política económica da Rússia

07.11.2006
 
Fundo Monetário Internacional elogia a política económica da Rússia

A direção do Fundo Monetário Internacional elogiou ontem a política económica da Rússia , que se reflecte "em estável crescimento, posições externas, fiscais fortes e aumento da produtividade e consumo”.

 O bom ritmo de desenvolvimento da economia russa, segundo o FMI, matem- se graças a "não só altos preços do petróleo, mas também a significativas respostas de oferta do setor privado no contexto de políticas macroeconómicas geralmente prudentes.”

O FMI espera que “continue o estável crescimento da economia russa em 2006 e 2007 e que o governo russo “se abstenha de suavizar sua política fiscal”.

De acordo com os economistas do FMI, o produto interior bruto (PIB) da Rússia em 2005 cresceu 6,4 %, crescerá este ano 6,5% e outro tanto em 2007.

A inflação, medida como índice dos preços de consumo (IPC) que marcou o crescimento de 8 % em 2005, será este ano 7,6 % e o ano próximo 4,7 %.

O orçamento do governo federal russo teve no ano passado um superávit fiscal equivalente a 7,5 % do PIB. Segundo o FMI o superávit este ano será equivalente a 6,9 % do PIB e em 2007 Rússia manterá sua balança fiscal com um saldo favorável , que será 4% do PIB.

O FMI, depois de tais notícias boas, indica que “a maioria dos diretores estão preocupados, porque o ritmo das reformas económicas segue crescendo lentamente”.

“ É particularmente urgente que se dá o novo vigor às reformas dos monopólios ineficientes e faltos de capitais nos recursos naturais , como também à administração pública” , destaca o documento.

A direção reconhece haver “um movimento considerável para gastos adicionais orientados ao crescimento económico”, mas, esta vez, manifesta-se uma preocupação por eles não serem uzadas no espiírito da reforma economica, que provoca “salários mais altos, gastos recorrentes e reduções de impostos que têm poucas probabilidades de impulsar um crescimento potencial“ , nota o documento.

 Com agências


Loading. Please wait...

Fotos popular