Pravda.ru

Federação Russa

Rússia também pede a extradição de Bout

07.03.2008
 
Rússia também pede a extradição de Bout

O traficante de armas , o cidadão da Rússia , Viktor Bout que se enriqueceu realizando negócios com governos e organizações rebeldes em vários países do mundo , foi detido na Tailândia por suspeita de fornecer as armas às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

O diretor da polícia criminal da Tailândia , Pongpat Chayapan, disse que Bout está acusado de “ fornecer armas e explosivos aos rebeldes colombianos”, segundo Efe.

Caiu numa armadilha montada por agentes americanos que se fizeram passar por rebeldes das FARC e tentaram comprar um lote de armas, de acordo com The New York Times. A gora está sendo interrogado pelos agentes da FBI. Viktor Bout era alvo de um mandado de captura emitido por EUA. Em 2006 os Estados Unidos apreenderam-lhe a frota de aviões cargo e congelaram-lhe diversos bens.

Conhecido como o Mercador da Morte, apesar de nunca ter sido condenado por tráfico de armas, é apontado por Washington e pela ONU como um dos traficantes que alimentou conflitos como os do Afeganistão, Angola, República Democrática do Congo, Libéria, Ruanda, Serra Leoa e Sudão. Um relatório da Amnistia Internacional de 2005 lhe implica na venda de armas na Bulgária , Eslováquia e Ucrânia.

 Os EUA já pediram a extradição de Bout.

 O ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia confirmou sua detenção e também enviou para Tailândia um pedido de extradição por motivo de que Bout é o cidadão russo.

 “ Eu pessoalmente sempre tinha achado o caso de Bout é um pouco exagerado”, disse ao diário russo Kommersant um dos expertos norte-americanos . “ Não digo que ele não forneceu o armamento às zonas de conflito militar e não ganhou o dinheiro disso. Mas não devemos esquecer que os maiores vendedores de armas são EUA, França, China e Rússia. Muitas vezes estes utilizam tais pessoas como Bout em seus interesses”. Segundo experto entre os sócios de Bout se encontram também os norte-americanos.

Nascido em 1967, o antigo major do KGB abandonou o serviço militar em 1993 para se dedicar em exclusivo aos negócios.


Loading. Please wait...

Fotos popular