Pravda.ru

Federação Russa

Monarquia na Rússia “de tipo ortodoxo” com czar Vladimir II

05.04.2007
 
Monarquia na Rússia “de tipo ortodoxo” com czar Vladimir II

O metropolita de Smolensk e Kalinningrado, Kirill,  o  chefe da Secção Internacional da Igreja Ortodoxa Russa não exclui que, com o tempo, na Rússia seja instaurada uma monarquia “de tipo ortodoxo”.

“Eu gostaria que o estado moral da nossa sociedade fosse restabelecido, para que, um dia, no nosso país seja realmente instaurada uma monarquia ortodoxa” – declarou o metropolita de Smolensk e Kalinningrado, Kirill, chefe da Secção Internacional da IOR e o mais provável sucessor de Alexis II à frente da igreja russa (na foto).

O metropolita Kirill sublinhou que a monarquia sempre exigiu um governante de “enorme ascetismo”, precisando: “O que significa não ter o direito de casar por vontade própria, sendo obrigado a fazer na sua vida pessoal uma opção de Estado? Isso significa renunciar ao seu próprio eu”.

“Quando os príncipes das casas reais nos países do Ocidente actual casam com secretárias, isso significa a degradação total do princípio monárquico. Seria melhor que semelhante monarquia não existisse” – acrescentou o metropolita.

“Porque é que em 1917 ruiu a monarquia na Rússia? “ – pergunta este alto hierarca ortodoxo e responde: “Precisamente porque o estado moral do povo não correspondia ao princípio monárquico da organização do Estado”.

O chefe da diplomacia ortodoxa considera que o estado religioso e moral da actual sociedade na Rússia não corresponde ao princípio monárquico ortodoxo, sublinhando que “se, hoje, a monarquia fosse restabelecida milagrosamente e se o czar cometesse um erro, levaria com tomates e ovos podres como qualquer mau presidente da câmara”.

“Actualmente, as pessoas não têm respeito pela monarquia como para com uma instituição sagrada e, por isso, neste momento, a monarquia não corresponde ao nosso estado moral” – concluiu o metropolita Kirill.

Estas declarações foram feitas no dia em que se inicia o Santo Sínodo da IOR, órgão máximo da ortodoxia russa, onde serão analisadas “as relações entre a Igreja e o Estado” e a reunificação da IOR e da Igreja Ortodoxa Russa no Estrangeiro.

A julgar pela lógica do metropolita Kirill, Vladimir Putin não tem hipóteses de vir a tornar-se no czar Vladimir II. O primeiro viveu no séc. IX e ficou conhecido por ter baptizado a Rússia. O actual Presidente está casado com uma ex-hospedeira do ar e, ao que se sabe, não tem sangue azul.

Mas caso Vladimir seja coroado, a seguir teremos uma czarina, pois o actual dirigente russo tem apenas duas filhas.

Claro que no estrangeiro há vários descendentes da Casa Romanov, a última dinastia russa que terminou em 1917, mas não se entendem no que respeita ao mais legítimo para ocupar o trono russo.

 Fonte DaRussia 


Loading. Please wait...

Fotos popular