Pravda.ru

Federação Russa

Medvedev visita Curilas do Sul, o Japão "perde face"

04.07.2012
 
Medvedev visita Curilas do Sul,  o Japão

Primeiro-ministro russo Dmitry Medvedev em 03 de julho visitou Kunashir, uma das quatras ilhas Curilas do Sul. As Curilas formam a base da disputa interminável territorial com o Japão, que tem reivindicado os seus direitos para as ilhas russas desde os meados do século passado. O Ministério das Relações Exteriores do Japão deseja que o embaixador russo em Tóquio esclareça os motivos da visita de Medvedev à ilha.

Medvedev chegou em Kunashir com uma comitiva, incluindo a vice primeira-ministra, Olga Golodets, o ministro dos Assuntos do Extremo Oriente, Viktor Ishaev, o ministro do Desenvolvimento Regional, Oleg Govorun, e o governador da ilha Sakhalin, Alexander Khoroshavin.

"Eu acredito que é extremamente importante que os membros do Governo russo visitem Curilas. Faziamos isso dantes e vamos continuar essa prática com o novo governo. As razões são tão simples quanto importantes, pois, estas ilhas é uma parte muito importante da região de Sakhalin e também a parte muito importante do território russo ", disse o primeiro-ministro antes da viagem.

"Nós compramos dois navios de grande tonelagem, que podem operar de forma independente no mar e levar já os subprodutos  para a base", disse Konstantin Korobkov, o diretor de uma fábrica de pesca local. "Navios foram comprados, mas o peixe há?", perguntou Medvedev. " Pois é - este mar é muito rico em peixe", respondeu o diretor. "Nossos vizinhos têm a sua própria terra, nós temos a nossa própria terra. Estamos na nossa terra e pegamos o nosso peixe", comentou o primeiro-ministro.

Várias horas antes da viagem, o secretário geral do governo japonês, Osamu Fudzimura, afirmou em entrevista coletiva que as visitas das autoridades russas para as ilhas são "incompatíveis" com a posição do Japão, e a Rússia "deve estar ciente disso". Ministério das Relações Exteriores do Japão exigiu que o embaixador russo em Tóquio apresentasse explicações sobre a visita de Medvedev às ilhas Curilas.

A longa disputa territorial entre a Rússia e o Japão sobre as Ilhas do Sul Kurile ficou agravada em 01 de novembro de 2010, quando o então presidente Dmitry Medvedev visitou primeiramente Kunashir. O governo japonês mostrou uma reação dura à visita de Medvedev. As autoridades japonesas afirmaram que ela poderia levar às conseqüências negativas para as relações russo-japonesas.

Entretanto o governo russo Rússia acredita que, segundo o Tratado de Paz de San Francisco de 1951, o Japão, perdendo a Segunda Guerra Mundial, perdeu para a União Soviética e Sakhalin do Sul e Curilas do Sul. E a comunidade internacional reconhece o direito da Rússia para esta área. Mas cada vez assistindo às autoridades russas a viajarem para Curilas do Sul, a mídia japonesa lança severas críticas aos seus governantes, acusando-os de "perder a face". A "perda de face" na cultura japonesa é uma vergonha terrível. E as autoridades japonesas procuram justificar-se e nada mais.

O Japão não tem nenhum plano para recuperar as ilhas. O site Wikileaks citou um despacho da embaixada dos EUA em Tóquio, datado de 2009. A partir daí fica claro que o Japão não tem "nenhum plano para as negociações sobre o retorno dos " territórios do norte ", nem um líder que possa começar a trabalhar de forma mais activa para implementar um tal plano ."

A conclusão é que cada vez mais que as autoridades japoneses se voltam ao tema das Ilhas Curilas do Sul, o Japão perde a face na arena internacional.

Lyuba Lulko

Pravda.Ru


Loading. Please wait...

Fotos popular