Pravda.ru

Federação Russa

Festival de filmes russos no Rio de Janeiro

03.09.2007
 
Festival de filmes russos no Rio de Janeiro

O festival de filmes russos teve a sua abertura no Rio de Janeiro e decorrera ate o dia 17 do mês, segundo a informação de Museu de Arte moderna. A Cinemateca, juntamente com a Mosfilm e a Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo, apresenta uma mostra com 14 importantes filmes russos, produzidos pela Mosfilm, cobrindo o período de 1957 até 2004.

A Mosfilm é o maior estúdio de cinema da Rússia e um dos maiores da Europa. Com mais de oitenta anos de história, produziu mais de 2.500 filmes, muitos deles premiados internacionalmente, incluindo três Oscars de melhor filme estrangeiro e um Oscar de melhor documentário. Todos os mais importantes e famosos diretores russos fizeram suas obras-primas na Mosfilm: Serguei Eisenstein, Pudovkin, Mikjail Romm, Sergei Bondarchuk, Andrei Tarkovsky, Leonid Gaydai, entre outros.

Desde 1998 a Mosfilm é dirigida por Karen Shakhnazarov (com obras na mostra), famoso diretor de cinema e membro das Academias de Cinema Russa e Européia. Hoje o estúdio cinematográfico da Mosfilm está equipado com equipamentos modernos e de alta tecnologia, responsável pela maioria da produção audiovisual russa. Tem capacidade anual para 100 filmes. Produz, distribui e realiza trabalhos para cinema, vídeo e televisão, assim como disponibiliza serviços para todos os estágios do processo cinematográfico, do roteiro à cópia final.

Nesta retrospectiva serão exibidos filmes de diferentes gêneros comédias, filmes de guerra, adaptações literárias, ficção científica, thrillers históricos, contando com os mais famosos atores russos do passado e do presente, e alguns dos cineastas mais importante do país.
Esta retrospectiva tem o apoio do Consulado Geral da Rússia no Rio de Janeiro e da Câmara do Comercio Brasil-Rússia.
Projeto Alex Viany

Tem prosseguimento o trabalho de higienização, catalogação, informatização dos documentos do acervo Alex Viany. Este material documental, doado à Cinemateca do MAM pelo próprio pesquisador, historiador e diretor cinematográfico, ainda em vida, constitui uma rica fonte de pesquisa para a história do cinema, principalmente o brasileiro.

O projeto, realizado com o patrocínio da Petrobras, por iniciativa de Betina Viany, atriz e filha do cineasta, tem como meta a disponibilização do acervo. O trabalho conta com uma equipe de 10 pessoas, e o acervo estará acessível ao público em 2008, quando Alex Viany completaria 90 anos.


Loading. Please wait...

Fotos popular