Pravda.ru

Federação Russa

Russos preferem festejar a Revolução de Outubro e não Dia da Unidade Popular

02.11.2007
 
Russos preferem festejar a Revolução de Outubro e não Dia da Unidade Popular

Os russos no dia 4 de novembro festejam o Dia da Unidade Popular que, decretada por Parlamento em 2005, deveria “substituir” a festa da Revolução de Outubro Bolchevique que este ano comemora seu 90º aniversário.

A festa está dedicada aos acontecimentos de novembro de 1612 , quando foram expulsos do Kremlin os polacos que aproveitaram a debilidade da Rússia e invadiram o país  após a morte de сzares  Ivan o Terrível e Borís Godunov.

 O príncipe , Dmitri Pojarski, e cidadão , Kusma Minin, concentraram na região de Nijni Novgorod uma tropa e libertaram a capital em 4 de novembro de 1613.

Conseguiram unir a parte da elite russa e em 1613  foi eleito como czar, Mikhail, o primeiro da dinastia Romanov , simbolizando o fim dos "tempos de revoltas" (1598-1612) .

 Da celebração oficial do dia 7 para a do dia 4, assiste-se de fato a uma substituição dos patriotismos.

 Embora o Partido Comunista e sua União Nacional-Patriótica professem a nostalgia da União Soviética (URSS), foram superados pela maré alta de uma nova geração, formada na escola do "capitalismo de choque", em regiões catastróficas.

 Mas os cidadãos da Rússia seguem preferindo a Revolução de Outubro e , segundo uma pesquisa do centro Levada , 23 % celebrará este evento, frente a 15 % que festejará o dia 4 de novembro.

48 % não sabem que se celebra agora e só 23% sabe que a festa chama-se Dia da Unidade Popular, 4 % crê festejar a libertação dos polacos e 1% pensa ainda que se trata da Revolução Bolchevuque.

A Revolução é valorizada de forma positiva pelos 55% dos russos entrevistados , em primeiro lugar como um  impulso ao desenvolvimento social (31%) e  como abertura da nova era na história do país (24%).

 Por Lyuba Lulko


Loading. Please wait...

Fotos popular