Pravda.ru

Federação Russa

Catástrofe humanitária na Ossétia do Sul

01.09.2008
 
Catástrofe humanitária na Ossétia do Sul

Devido aos esforços atempados e de grande dimensão da Federação Russa a situação humanitária na Ossétia do Sul está a melhorar, as infra-estruturas vitais foram restauradas e colocadas em funcionamento em Tskhinvali. As cifras, inteiramente ignoradas na midia ocidental, falam por si.

Como a situação humanitária e de segurança na Ossétia do Sul está sendo estabilizada os refugiados começam a retornar para suas casas. 23.069 refugiados regressaram a Ossétia do Sul a partir do território russo, começando desde 12 de agosto de 2008.

2950 refugiados ainda estão alojados em 41 abrigos temporários no território do Sul do Distrito Federal da Federação Russa, incluindo 1480 crianças. Nestes abrigos temporários os refugiados recebem alimentos, instalações sanitárias básicas, ajuda médica e psicológica gratuita, comunicações telefónicas e de aconselhamento. O resto dos refugiados - 8707 pessoas estão com a família.

Adicionalmente 17 pessoas foram evacuadas da Geórgia. A todos foram fornecidos alimentos, água potável e medicamentos.

A fase de emergência está concluída e a operação tem virado para a fase de recuperação.

7025,82 toneladas métricas TM de ajuda foram entregues à Ossétia do Norte, inclusive 2.299 TM de alimentos, 625,89 toneladas de água potável, 74,33 toneladas de medicamentos, de 31,02 TM de equipamentos médicos, 11,3 MT de kits de higiene, 58 geradores, 26 unidades de purificação da água, 850 leitos de dormir com kits de 748 grandes tendas, 2479,78 toneladas de materiais de construção, de 22,8 MT roupas de camas, 1147,7 toneladas de combustível, 212,6 toneladas de outros bens humanitários.

Uma ponte-aérea humanitária entre Vladikivkaz e Tskhinval e está sendo operado por EMERCOM da Rússia para o transporte de bens (helicópteros Mi-26 e Mi-8 estão sendo usados), para além de comboios diários de camiões. Durante o dia 24-25 agosto um Mi-8 fez 6 vôos na rota de Vladikavkaz-Tskhinval-Vladikavkaz, entregando 4,5 toneladas de mercadorias, incluindo 1 TM de alimentos.

4449,7 TM de itens foram entregues à Tskhinval (Ossétia do Sul), incluindo 1670,05 TM de alimentos, 469,8 toneladas de água potável, 6,0 de alimentos para bebés, 59,85 toneladas de medicamentos, 29,6 toneladas de equipamentos médicos, 1730,2 toneladas de materiais de construção, 115 TM de materiais para lavagem e desinfecção, 260 grandes tendas, 850 camas com kits cama, 45 geradores, 21 unidades de purificação da água, uma estação móvel de gás e 160 cilindros, 355,2 de outros bens.

Uma padaria está a funcionar desde 13 de agosto de 2008 e, desde 25 de agosto de 2008 aumentou a sua capacidade para 14,0 toneladas de pão por dia.

No hospital de campanha EMERCOM da Rússia durante o dia 12 pessoas receberam assistência médica. Estão em campo dois hospitais (o segundo a partir do Centro de Medicina de Desastres do Ministério da Saúde e Desenvolvimento Social da Rússia, que já regressou a casa para a base em Moscou) onde 671 pessoas receberam assistência médica e 84 cirurgias foram realizadas.

Instalações de abrigos temporários (tendas de acampamento) para 1000 pessoas foram criadas em Tskhinval.

Por dia, três refeições quentes estão a ser distribuídos diariamente e há pontos de distribuição de água potável às populações afectadas. 21 unidades de purificação da água têm sido instaladas em Tskhinval.

Uma equipa de desminagem da EMERCOM da Rússia está limpando a partir de Tskhinval as minas. A partir de 19 de agosto de 2008, foram encontradas e realizadas o escoamento de 1544 peças incluindo uma bomba lançada pela aviação georgiana. Adicionalmente 2 bombas pesadas de aviação precisaram de alguma técnica especial para a sua eliminação.

Equipas para a recuperação e reparação de redes de água e de gasodutos, bem como a rede eléctrica, foram mobilizadas e iniciaram os seus trabalhos. Linhas de alta tensão e de ligação entre Dzhava e Tskhinval e linhas de alta tensão e de conexão Znaur/ Tskhinval foram completamente restauradas. A reparação de linhas de alta tensão em Tskhinval liga a capital comVanat. A eletricidade está conectada ao banco nacional, hotel "Alan", correios e para muitos edifícios no centro da cidade. 314 imóveis estão quase restaurados em Tskhinval. 6 escolas devem ser abertos em 1 de setembro de 2008

O gasoduto principal da água está reparado e está entregando 14000 m3 de água por dia para a população de Tskhinval. Quase todos os edifícios estão ligados à rede de distribuição de água. Cada dia o controlo da água é feita pelas equipas vigiando epidemias.

Radiodifusão televisiva, foi restaurado em Tskhinvali. Salvadores russos destados a Tskhinval, continuam operações edifícios em colapso, caves e aldeias queimadas. Extracção de corpos dos mortos e a sua identificação está sendo realizada. Adicionalmente 43 assentamentos em torno de Ossétia do Sul foram acompanhados pelas equipes SAR, juntamente com o fornecimento dos alimentos, água potável, medicamentos e controlo dos locais de minas.

O grupo de psicólogos de EMERCOM de Rússia tratou 6741 possoas. Peritos de EMERCOM da Rússia têm verificado e conduzido testes de resistência em 901 edifícios danificados em Tskhinval.

Fonte: Ministério das Relações Exteriores

Federação Russa


Loading. Please wait...

Fotos popular