Pravda.ru

Federação Russa

Cidadania britânica por milhão de libra

01.06.2007
 
Cidadania britânica por milhão de libra

 Andrei Lugovoi e  Dmitri Kovtun, ambos ex- agentes do KGB e hoje empresários, deram ontem (31) uma conferência de imprensa, informa a agencia Interfax. Lugovoi esclareceu a suas versões sobre o assassinato do Litvinenko, mostrando quem e porquê foi assassinado  Alexander Litvinenko.

 Em primeiro lugar – o serviço secreto británico (MI-6) foi quem assassinou o Litninenko, devido a tentativa dele de sair sob o controlo do MI-6. Pela segunda versão – o assassinato do Litvinenko foi uma vingança, visto que, ele ajudou a policia espanhola na investigação da máfia, onde foi preso o um mafioso  cujo nominho era “Chakro-Mladchi”( Chakro-junior) descendente de Georgia. Terceira versão – se não, ele deveria ser assassinado por Beresovski.

Andrei Lugovoi: “Litvinenko disse a Kovtun que, ele possui materiais importantes e comprometedores contra Beresovski. Ele poderia enfrentar problemas graves se aquelas informações forem publicadas, principalmente, com o estatuto de refugiado político."

Pelas palavras do outro participante da comferência de imprensa, o parceiro de negocios de Lugovoi, Dimitri Kovtun, Litivinenko estava envolvido com o Beresovski, Armed Zakaev e terroristas de Caucases. Pelas palavras de Kovtun, Litvinenko também está envolvido no ataque contra a população civil da cidade de Naltchik em outubro de 2005.

Lugovoi, pelas suas palavras, contou ainda o esquema de Beresovski e Litivnenko, sobre a venda de passaportes da Grã-Bretanha para alguns cidadãos russos. Assim era o esquema: o cliente deveria publicar artigos que criticassem as autoridades russas, e depois abrir um processo criminal de caracter economico contra si mesmo, como que, indicando que está sendo perseguido, e depois – pedir o asilio político na Gra-Bretanha. O Lugovoi contou essa historia bastante emocional.

Andrei Lugovoi: “Fazem recrutamento de cidadãos russos, eles vendem cidadania da Grã-Bretanha como aqui os chineses vendem no mecrado os seus  trapos”.

Pelas palavras de Lugovoi, qualquer um poderia receber asilio político na Grã-Bretanha, para isso, tinha que pôr em prática o esquema de Beresovski. O protogonista receberia entre 500 mil até milhão de libra. Lugovoi pediu que, a declaração dele na conferência de imprensa fosse reconhecida oficialmente pela Procuradoria-Geral. E assim feito.

Marina Gridneva, a chefa da direção do meios de comunicação e da Procuradoria-Geral da Rússia: “Todos os dados, relacionados com o assassinato do Litvinenko, promulgado hoje pelo Lugovoi serão analisados pela Procuporia-Geral da Federação da Rússia”.

Fonte Pravda


Loading. Please wait...

Fotos popular