Pravda.ru

Notícias » unknown


A PROCURA DO AMOR, capítulo II

29.05.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Nessa hora volta a minha mente o meu ditado filosófico, “amor... palavra tão usada e tão pouco sentida”

Sempre procurei saber o verdadeiro significado do Amor. Tentei milhares de vezes, em inúmeras experiências, chegar a uma conclusão. No decorrer dos vários capítulos em que tratarei desse assunto tão interessante, mostrarei passo a passo o caminho percorrido por mim, até a única conclusão.

Não tentem acompanhar o meu raciocínio em razão crescente dos capítulos. Analisarei de varias maneiras as ações e reações de pessoas que acham que o Amor é o sexo. Perguntarei, em especial as garotas de minha cidade, Guaraparí, se elas já amaram ou foram amadas.

Tenho a certeza de que a maioria absoluta delas responderá que, sim! Não afirmarei que não existe uma única garota nessa situação. Mas, posso declarar que, se esse milagre aconteceu, não deve passar de duas ou sejamos otimistas, três sortudas!

Agora, se me falarem que foram desejadas, e que o rapaz falou a banalíssima palavra Amor, a fim de que ela desse atenção para ele, e cedesse em seus desejos sexuais, é outra coisa! Dizem que os espanhóis usam o termo “te quiero” para as suas namoradas; creio que essa declaração é mais sincera, pois realmente eles as desejam e não Amam.

O Amor é o mais sublime e inimaginável dos sentimentos que nos leva além do nosso curto raciocínio.

Existe no ser humano, uma sede inesgotável de Amar; e, não se sabe explicar o milagre, mas sempre que ele Ama, ele é correspondido. Será isso o Destino?

Será que quem Ama, pertence a um grupo de indivíduos em que DEUS colocou sua mão? Seja o que for, ele existe, mas poucos, muito poucos, por desconhece-lo, lhe dão valor! Armando COSTA ROCHA PRAVDA.Ru BRASIL

 
1838
Loading. Please wait...

Fotos popular