Pravda.ru

Notícias » unknown


A CONTRA-REFORMA

25.01.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Extinguiu-se também, alguns séculos mais tarde, a purificação pela chama sagrada. A igreja, a partir daquele momento, vem se atualizando através dos Concílios, mas não mito. Houve mesmo uma decisão recente que tirou o caráter mortal do pecado da masturbação.

No entanto, aparentemente, para a Igreja Católica há coisas que não são passíveis de mudança. Por exemplo, não é admissível qualquer método contraceptivo artificial, eis que, segundo a bíblia, o sexo é somente para procriação. Isto significa que a população da terra, segundo as convenções da igreja, duplicaria a cada 5 anos, a menos, é óbvio, que haja abstinência sexual, o que também seria um erro pois disse o Senhor: “Crescei e multiplicai-vos”.

Quanto a se admitir a AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis como ameaça e permitir o uso do preservativo como proteção, como apregoou recentemente o bispo espanhol Jose Antono Dominguez Camino esta fora de cogitação, pois é melhor para a Igreja Católica, adquirir-se a doença, que se ignorar preceitos bíblicos. Quanto ao bispo espanhol talvez seja excomungado por ir de encontro à Santa Madre Igreja ou seja condenado ao voto de silêncio.

Além disso há o problema espinhoso das pesquisas com células-tronco, embrionárias, que significa um grande avanço para a ciência médica, no campo do tratamento de doenças neurológicas e que poderia curar até mesmo o Papa que sofre do mal de Parkinson, mas a Igreja Católica interpreta que a utilização dos embriões é imoral, pois já são seres vivos que precisariam ser destruídos para que outras vidas possam ser salvas.

Apoiados nessas decisões, alguns líderes do mundo como o presidente norte-americano George W. Bush, com medo de contrariar os católivos e não correr o risco de perder seus preciosos votos, negam o apoio à pesquisa e fazem com que a humanidade retroaja em vez de evoluir.

Realmente,, o embrião é um ser vivo e tem de ser destruído para que a célula-tronco seja extraída contudo, levando-se em conta o aspecto religioso da questão, a Igreja Católica tem de admitir que não há cura de doença que não tenha origem divina, ou seja, como uma pesquisa científica que leve a cura para uma doença, pode ser interpretada como coisa negativa. Caso se interprete dessa forma, é também altamente condenável a utilização de animais como cobaias.

O catolicismo tem sido a religião oficial do mundo por vários séculos e, apesar de estar perdendo um número cada vez maior de fiéis para outras religiões, ainda tem muita força em assuntos de comportamento. Felizmente, contudo, quanto a utilização do preservativo, há uma desobediência generalizada aos preceitos da igreja, mas, quanto as pesquisas com células-tronco embrionárias, em que há interesses políticos envolvidos, ou seja, o de não contrariar os eleitores católicos, será difícil que a Igreja Católica não imponha a sua vontade., pois a favor das pesquisas estão apenas algumas poucas pessoas que sofrem de doenças neurológicas, para e tetraplégicos. A sorte dos portadores de doenças deste tipo é que há pessoas influentes com interesse pessoal no desenvolvimento de tais pesquisas, como o ex-ator de Hollywood Michael J. Fox, que sofre do mal de Parkinson, o editor Larry Flynt que é paraplégico e a família do expresidente Ronald Reagan que sofria do mal de Alzheiner.

Alguns líderes do mundo, incluindo o presidente norte-americano, ouviram a Igreja Católica nesta questão, mas quando o Papa condenou a invasão do Iraque, as palavras se perderam no vento.

Jose Schettini Petrópolis BRASIL jschett@uol.com.br

 
3777
Loading. Please wait...

Fotos popular