Pravda.ru

Notícias » unknown


A Reconstrução do Iraque

23.10.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Mais do que 70 países e organizações internacionais estão reunidos na Espanha para debaterem o financiamento do processo da reconstrução do Iraque. A Rússia deverá pagar?

Numa palavra, não. Não, porque a Rússia, juntamente com a França, RP China, Brasil e Alemanha, entre outras nações, trabalhou no prosseguimento das suas obrigações na comunidade internacional, seguindo os processos legalmente constituídos governados pela Carta da ONU. Não, porque a Rússia tudo fez para utilizar os devidos canais legais para gerir a crise através dum processo de debate, diálogo e discussão, os preceitos fundamentais da democracia.

Não, porque a Rússia insistiu numa gestão da crise sob os auspícios do Conselho de Segurança da ONU, o único organismo sob a os termos da lei internacional que tem competência para resolver a questão. Não, porque o CS da ONU já tinha equipas no terreno, que trabalhavam com os iraquianos, que estavam a cooperar plenamente com a AIEA e UNMOVIC e não, porque se o causus belli foi a existência de Armas de Destruição em Massa, não houve e continua a não haver qualquer fio de evidência que aponta para essa existência.

O facto de Washington e Londres terem decidido entrar num ataque selvático unilateralmente (com um reduzido clique de sicofantas atrás deles), não quer dizer que a Federação Russa tem qualquer responsabilidade em providenciar financiamento para reconstruir o que estes dois países decidiram destruir.

O facto de Washington e Londres terem decidido agir antes do tempo, desrespeitanto a ONU e chamando-a “uma Liga de Nações” se não respeitasse a vontade de Washington e depois ignorá-la por completo porque foi então evidente que a opinião mundial estava contra este ataque ilegal, não coloca qualquer responsabilidade às portas de Moscovo.

Se Washington e Londres tivessem escutado a comunidade internacional, habilmente liderada pelos Presidentes Putin, Lula e Chirac, Presidente Hu e Chancellor Schroeder, não teria havido necessidade de reconstruir o Iraque porque as suas infra-estruturas não teriam sido destruídas.

Quem tem a responsabilidade de reconstruir o Iraque são Washington e Londres porque foi Washington e Londres que fixaram como alvos militares para ataques de “precisão” alvos civis – nomeadamente instalações para o fornecimento da água e electricidade. São Washington e Londres que terão de carregar o peso moral da chacina de 10,000 civis e mais 16,000 mutilados, não Moscovo.

Moscovo disse em voz bem clara desde o início que não queria fazer parte deste ataque ilegal e assassina contra uma nação soberana, fora do único foro da lei internacional. Moscovo tudo fez para evitar esta guerra e explorou todos os canais diplomáticos na sua procura para a paz. Não foi Moscovo que quebrou a lei. Foi Washington e Londres.

Por isso seria lógico que, tal como todos os criminosos, fosse Washington e Londres que pagassem pelos seus crimes. Esperar que Moscovo pague a reconstrução do Iraque é a mesma coisa como exigir duma vítima de violação ou roubo que pagasse uma indemnização aos perpetradores do ultraje.

Não!

Timothy BANCROFT-HINCHEY PRAVDA.Ru

 
3245
Loading. Please wait...

Fotos popular