Pravda.ru

Notícias » unknown


PRINCÍPIO DA SEGURANÇA GERAL

15.10.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A insegurança é decorrente de desequilíbrios sociais. E essas desventuras estão espalhadas pelo mundo inteiro. A distância entre ricos e pobres, poderosos e fracos, ditadores e escravos estimula reações de equilíbrio.

Quando se esgota a capacidade de diálogo, quando uma parte vê exclusivamente seus benefícios, quando os pressupostos ultrapassam a barreira do bom senso, da lógica e do respeito mútuo, a semente da discórdia prospera. É um absurdo a política de focinheira, de prisões, de ameaças, de pressões exigindo que todos adotem comportamentos puritanos, à semelhança dos ditames interpostos pela desacreditada coalizão. É um absurdo a fiscalização de pensamentos, expressões, liberdades. É um absurdo o jogo sem escrúpulos praticado pelos donos do poder.

Houve momentos em que Sadam e Bin Laden estavam “convenientes”, apenas para referir-se aos temas mais evidentes. Mais à frente, a conveniência se esvaiu pelo ralo dos interesses. Essa duplicidade de comportamento, essa falha gritante de personalidade, afronta qualquer modelo de segurança desejado. Vivemos uma realidade esdrúxula quando os censores eliminam as liberdades criando a fantasia do direito preventivo de assassinar, arruinar, exterminar. Argumentação de defesa: a segurança do mundo. Uma segurança construída por bombas, ameaças, bloqueios, detectores, prisões sumárias, restrições, pressuposições, fantasias.

Assistimos calados e atônitos o caminho trilhado pela barbárie. O princípio do raciocínio de segurança, criando e estimulando o universo do terror, separando os povos em bons e maus, segregando culturas, religiões, tradições em nome do xerife da vida, é terrivelmente sarcástico com o respeito e dignidade aos humanos.

Segurança se constrói com o bem-estar de todos viventes que disputam a oportunidade em participar da sociedade. Não basta a segurança de uns. Não basta o enriquecimento de poucos. Não basta o apoderamento pirata dos rios Tigre e Eufrates, berço da civilização.

Este Princípio da Segurança Geral está sendo exposto como um alicerce da Nova Constituição do Planeta Terra.

Você concorda? Não? Proponha suas objeções. Sim? Passe a idéia para frente.

Orquiza, José Roberto

52 anos, consultor de marketing, autor dos livros Jogo da Vitória, Editora Juruá; Dez Lições de Sucesso, Editora Posigraf; Fato ou Boato, Você Decide, Ieditora. Formação: Filosofia e Ciências Econômicas. Especialização: Análise Empresarial. Contato: workisa@onda.com.br

 
2589
Loading. Please wait...

Fotos popular