Pravda.ru

Notícias » unknown


Como sentem os russos perante a média tão hostil?

10.03.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Estava navegando pelo Google e me deparei com um link do Pravda que remete à notícia: "Russofobia outra vez", ou seja, sobre a imprensa 'estrangeira' propagando uma imagem negativa da Rússia. Eu já havia lido outra notícia a este respeito. Gostaria de saber como reagem os meios de comunicação russos (a exemplo do Pravda) em relação a estas mídias escancaradamente tão tendenciosas? E a população que tem acesso a estas notícias, como se sente?

Lilian RG SUL BRASIL

Lilian,

Em primeiro lugar, muito obrigado pela sua carta e suas perguntas interessantes.

Pois bem, a Rússia está habituada a ser alvo de disparates na imprensa ocidental há cinquenta anos – mas de facto a maioria das pessoas tem coisas a mais para ocupar a vida, muito mais importantes do que ponderar sobre “o que será que os ocidentais estão a pensar agora?”

Eu assumo uma posição não de confronto mas sim de zelar pelo respeito pela Rússia na média internacional e se vejo um puro disparate, como por exemplo na BBC ou ontem, no Washington Post, acho que PRAVDA tem todo o direito de responder e mais do que isso, o dever de estabelecer a verdade – afinal é o que PRAVDA significa.

Outros jornais ignoram, porque têm um foco mais nacional do que internacional e Rússia é um país tão vasto que têm muitas histórias por onde pegarem sem terem a necessidade de se preocupar se a BBC anda a escrever mentiras outra vez.

Basicamente é assim: para ter um “nós”, é preciso encontrar ou inventar um “eles”, seja ao nível de Flá-Flu, Grémio-Internacional, norte-sul, este-oeste ou então ocidente e oriente. O ocidente simplesmente não consegue recuperar da Guerra Fria porque desperdiçaram triliões de dólares programando uma guerra que nunca aconteceu e agora têm de inventar algo para justificar as teias de aranha que permanecem nos cantos…NATO precisa de uma razão de ser e milhares de empregos dependem na existência de um “eles”.

Burkina Faso não tem o gravitas suficiente para constituir um “eles” de peso, então por enquanto é ainda a Rússia para alguns. No entanto, a Rússia não anda obcecada a correr atrás do ocidente. Já há muito tempo percebeu que eles são mesmo assim, então que fiquem felizes no cantinho deles a dizer mal de tudo e de todos, que os russos têm muito espaço para brincarem, pois a vastidão da Rússia vai desta a fronteira com Europa Central até ao Extremo Oriente.

Os russos não precisam de um “eles”, porque há tanto espaço para “nós”.

Timothy BANCROFT-HINCHEY PRAVDA.Ru Director e Chefe de Redacção Versão portuguesa

 
2661
Loading. Please wait...

Fotos popular