Pravda.ru

Notícias » unknown


IRAQUE, FIASCO TOTAL

08.09.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Isso já era previsível, já que os EUA usaram alegações absurdas de que o país do ex-ditador iraquiano Saddam Hussein possuía armas de destruição em massa, sendo que o país tinha cessado de produzi-las desde a guerra Irã-Iraque. Os EUA e mais um pequeno número de países mercenários interessados no petróleo declararam guerra ao Iraque.

O resultado foi uma catástrofe, milhares de civis mortos e feridos, e o vexame das tropas americanas humilhadas pela resistência que já chega ao número de mil soldados mortos(?) mas é claro que esse número é maquiado.

Os EUA não conseguem controlar a violência que assola o país, e até agora George Bush gastou bilhões de dólares dos contribuintes americanos para sustentar uma guerra movida por interesses financeiros. Se George Bush achava que invadindo o Iraque, teria sob seu controle a segunda maior reserva de petróleo estava enganado, pois a resistência iraquiana sabota poços petrolíferos, com isso os EUA tiveram muito mais prejuízos.

George Bush, esperava lucrar, invadindo um país que estava miserável devido ao embargo econômico imposto pelos EUA há uma década desde a guerra do Golfo. Os iraquianos odeiam os americanos por causa disso, e agora mais ainda com a guerra injustificada a um país acusado de produzir armas de destruição em massa e apoiar o terrorismo internacional, financiando e colaborando com Al Qaeda de Osama Bin laden.

Logicamente todas as provas usadas pelos EUA para invadir o Iraque são falsas e foram desmascarados até por Hans Blix, chefe dos inspetores de armas da ONU.

Em 30 de junho tomou posse o primeiro ministro iraquiano apoiado pelos EUA, Iyad Allawi, com promessas de que assumiria o controle da situação caótica no Iraque e acabaria com o terrorismo. Porém, novamente nada feito, o que George Bush fez foi passar a responsabilidade do caos no Iraque para Iyad Allawi, mantendo tropas no país apenas para controlar o pior da violência e impedir que o Iraque se torne um novo Irã, controlado por um republica islâmica xiita. Isso não está muito longe de acontecer já que a maioria da população no Iraque é de maioria xiita. A cidade de Najaf está sob o comando do xiita Muqtada-Al Sadr. E Najaf é uma das cidades mais importantes do Iraque, os EUA já sofreram inúmeras baixas para controlar os rebeldes subordinados á Muqtada Al-Sadr.

O presidente George Bush insiste que a situação no Iraque está melhor, do que na época de Saddam Hussein, mas os iraquianos não concordam com isso, e muitos deles vivem escondidos com medo da viloência.

George Bush é o único que não consegue perceber que perderam a guerra no Iraque, desde o começo quando usaram alegações falsas, sendo rechaçados pela ONU e pelo mundo, não seria difícil de prever que a violência tomaria conta do país, e é muito provável que Al Qaeda de Bin Laden esteja financiado os rebeldes.

A guerra ao Afeganistão e ao Iraque com o fracasso total dos EUA só alimenta o terrorismo mundial, e podem ter conexões em muitos países.

Os EUA agiram equivocadamente ao invadir o Iraque, isso revolta os islâmicos e alimenta o fanatismo e o ódio, combustíveis para provocarem novos ataques semelhantes ao do 11 de setembro.

Michele MATOS PRAVDA.Ru

 
3320
Loading. Please wait...

Fotos popular