Pravda.ru

Notícias » Incidentes


Reecomeçaram as buscas pelo desaparecido do catamarã afundado

11.12.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Recomeçaram as buscas pelo desaparecido passageiro de uma embarcação que afundou na noite de domindo efetuando a ligação entre Salvador e Morro de São Paulo, no litoral da Bahia. Quatro tripulantes e 128 passageiros estavam a bordo, quando a água começou a entrar no barco. Apenas uma pessoa não foi resgatada.

O catamarã Baía de Todos os Santos saiu de Morro de São Paulo por volta das 16h30m e deveria chegar a Salvador às 18h30m, mas cerca de uma hora e meia depois de iniciada a viagem, a água começou a invadir a embarcação por causa do vento forte. O barco ficou à deriva, inclinado. O comandante determinou que todos pulassem na água com coletes salva-vidas e botes. Os tripulantes e 127 passageiros foram resgatados, mas um ainda está desaparecido: Ananias Bernardino da Silva, de 61 anos. A esposa de Ananias, que foi resgatada, disse que ele estava usando colete salva-vidas e que sabe nadar.

Os passageiros foram resgatados por embarcações que passavam pelo local, na entrada sul da Baia de todos os Santos próximo a região de Barra de Caixa Prego, e pelas lanchas Isabela I e II e por um catamarã enviados pela Capitania dos Portos. Um helicóptero da Polícia Militar e lanchas da Marinha procuram o passageiro desaparecido.

O barco trazendo os 131 resgatados chegou no início desta madrugada ao porto de Salvador. Por volta de 1h30m os passageiros do catamarã começaram a deixar a Capitania dos Portos. Eles estavam muito abalados e alguns demonstraram sinais de hipotermia porque ficaram muito tempo na água. A maioria disse que a água começou a entrar no catamarã por causa do choque com as ondas. Todos reclamaram da operação de resgate que durou mais de três horas. A embarcação pertence à empresa Biotur.

 Segundo o chefe de máquinas, Oton Sales, o barco é novo e estava dentro das normas de segurança exigidas pela Capitania dos Portos, o que inclui quantidade de salva-vidas suficiente para atender a todos os passageiros. O catamarã foi rebocado para o porto de Valença, onde passará por perícia que será anexada aos laudos do inquérito aberto para investigar as causas do acidente.

Globo, Tarde Online

 
2191
Loading. Please wait...

Fotos popular