Pravda.ru

Notícias » Incidentes


Brasileira condenada em EUA por efetuar uma cirurgia de lipoaspiração clandestina

07.09.2007 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A Justiça em Cambridge, no Estado americano de Massachusetts, condenou esta quarta-feira (06) uma brasiuleira por homicídio culposo pela morte de Fabiola B. por fazer uma cirurgia de lipoaspiração clandestina para  Ana Maria Ribeiro, de 24 anos.

 O procedimento foi realizada pelo marido da condenada, Luiz Carlos Ribeiro, cujo julgamento ocorrerá em 7 de novembro, segundo informações da procuradoria à Folha Online.

A lipoaspiração ocorreu em julho de 2006. Ribeiro também foi condenada por administrar remédios ilegalmente.

A juíza Wendie Gershengorn determinou uma pena de um ano e um dia em uma prisão estadual para Ribeiro, que receberá cerca de 11 meses de crédito pelo tempo que ela já ficou na custódia do Estado. Após este período, ela será encaminhada para procedimentos de deportação.

"A ré colocou a vítima em perigo desnecessário ao realizar um procedimento invasivo sem o equipamento médico adequado, medicamentos ou equipe de emergência, caso algo saísse errado", disse o procurador Gerry Leone.

Os Ribeiro realizaram a cirurgia em sua casa no dia 30 de julho de 2006 e não possuíam licença para praticar a medicina no Estado americano. Eles conseguiram os remédios utilizados na anestesia ilegalmente, segundo a procuradoria.

Fabiola passou mal e foi levada ao MetroWest Medical Center, inconsciente e morreu logo em seguida.

O casal foi preso na manhã do dia seguinte, em 31 de julho de 2006. Inicialmente eles foram acusados de prática ilegal da medicina e administração irregular de remédios, pois a causa mortis ainda não havia sido definida. O casal alegava inocência, segundo a procuradoria.

No dia 17 de agosto de 2006, a autópsia de De Paula apontou que a morte foi provocada por complicações em decorrência da cirurgia, que incluía embolia pulmonar. Então, homicídio culposo foi somado às acusações.

Os advogados de Ana Maria Ribeiro nos Estados Unidos foram contatos pela Folha Online. Um deles, Randall Power, não atendeu a reportagem e o outro, Michael Brennan não atendeu os telefonemas.

 
2171
Loading. Please wait...

Fotos popular