Pravda.ru

Notícias » Sociedade


Poemas inúteis: Torto

31.01.2017 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Poemas inúteis: Torto. 25933.jpeg

Poemas inúteis: Torto

Quando a morte a ti trair...e enganar-te a inteligência,...não penses pedir clemência,
nem peças para sair.

Clóvis Campêlo

Quando a morte a ti trair
e enganar-te a inteligência,
não penses pedir clemência,
nem peças para sair.

Vista-se com domingueira,
enfeite o leito com flores,
disfarce com mil odores
a hora que é derradeira.

No entanto, se alguém em "ais"
liberta gritos primais
em ânsias de despedida,

mostre-lhe um riso morto
- o certo se escreve torto -
e apenas é o fim da vida!

Recife, 1991

In

 

 
870
Loading. Please wait...

Fotos popular