Pravda.ru

Notícias » Sociedade


O Gosto da Guerra

29.10.2008 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

 Jornalista e escritor José Hamilton Ribeiro participa do Projeto Bate-Papo com o Autor da Academia Mineira de Letras, Lançando o livro: “O gosto da Guerra” Dia 6 de novembro, às 19h30 Rua da Bahia, 1466. Telefone: 3222-5764. Entrada franca.

Como parte do Programa, o livro de José Hamilton Ribeiro será vendido, na noite, ao preço especial de R$ 5,00.

José Hamilton Ribeiro é paulista de Santa Rosa do Viterbo e repórter por vocação. Com 40 anos de profissão, Zé Hamilton, como é mais conhecido, ainda mantém a mesma obstinação e o prazer pela busca da notícia. Ao longo de sua carreira esteve à frente da criação da revista Realidade, que se tornou um paradigma do jornalismo brasileiro, e da Quatro Rodas. Trabalhou na Folha de S. Paulo, Globo Repórter, Fantástico e Globo Rural, onde há vinte anos exerce as de editor e repórter especial. Considerado um dos maiores jornalistas deste país, Zé Hamilton já ganhou inúmeros prêmios – apenas de Prêmio Esso, foram sete. Em 2004, a revista Ÿcaro o escolheu como o rosto do jornalismo brasileiro.

O livro:

O Gosto da Guerra – terceiro livro da coleção Jornalismo de Guerra – é uma obra rara, capaz de aliar a narrativa direta com abordagem psicológica. Neste livro, o leitor acompanha tudo que Hamilton Ribeiro viveu e sentiu no Vietnã. É o dia a dia da guerra, o drama do acidente, e por fim, um relato inédito e emocionado sobre a sua volta ao Vietnã 30 anos depois.

Hamilton deveria ficar 40 dias no Vietnã, mas por causa de uma foto, mergulhou no inferno. No dia 20 de março, o fotógrafo japonês Shimamoto pediu para que Hamilton o acompanhasse numa batida dos soldados americanos no norte do Vietnã, numa das regiões mais perigosas da guerra. Embora o trabalho estivesse encerrado – eles iriam para Saigon no dia seguinte - Shimamoto não tinha achado ainda a sua foto de capa. Andar naquela região era como estar numa roleta russa. Terreno minado, morte certa. Ao descer do helicópetro, Hamilton já se deparou com o horror. Três soldados feridos numa mina. Vinte quilômetros depois, nova explosão. O soldado Henry que os acompanhava disse: "Feridos! Vamos correr para você poder fotografar". Hamilton correu e Shimamoto ganhou a sua foto de capa. Acabou fotografando o próprio Hamilton ferido, depois do acidente.

O Gosto da Guerra foi publicado em 1969 e encontrava-se esgotado há mais de 20 anos. Para este volume, Hamilton reviu o diário feito logo depois do acidente e acrescentou um longo relato sobre a sua volta ao Vietnã, três décadas depois. Uma reflexão profunda sobre o papel da sua profissão. Um resgate afetivo, um mergulho na intimidade de um homem que sempre preferiu contar histórias sobre outros, e nunca sobre si mesmo.

Este volume integra a coleção Jornalismo de Guerra e está sendo lançado simultaneamente com O Inverno da Guerra, de Joel Silveira. O primeiro volume da coleção foi A Queda de Bagdá, de Jon Lee Anderson. São obras que buscam oferecer ao leitor relatos impressionantes feitos por jornalistas nacionais e estrangeiros que cobriram os principais conflitos dos séculos XX e XXI. Textos comoventes, que acabaram criando uma tradição jornalística, um gênero, onde o relato do front captura e comove o leitor.


Os próximos livros a serem lançados são A Face da Guerra, de Martha Gellhorn, que cobriu a Guerra Civil Espanhola, a Segunda Guerra Mundial e a Guerra do Vietnã, além de outros conflitos ao longo do século 20 e Despachos, de Michael Herr, sobre a Guerra do Vietnã. A coleção tem a curadoria dos jornalistas Sergio Dávila e Leão Serva.

Petrônio Souza Gonçalves

 
3797
Loading. Please wait...

Fotos popular