Pravda.ru

Notícias » Sociedade


Locarno 2015: Bressane preside júri e leva novo filme

28.07.2015 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Locarno 2015: Bressane preside júri e leva novo filme. 22635.jpeg

Júlio Bressane retorna  a Locarno, depois de Educação Sentimental, para presidir júri e mostrar seu último filme, Garoto

O cineasta brasileiro Júlio Bressane vai presidir o júri da mostra Cineastas do Presente, do Festival Internacional de Cinema de Locarno, do 5 ao 15 de agosto. Bressane esteve em Locarno, há dois anos, com o filme longa-metragem Educação Sentimental.

Este ano, aproveitará sua presença para mostrar ao público seu novo filme, ainda inédito no Brasil, Garoto, com os atores Marjorie Estiano, Gabriel Leone e Josie Antello. Esse filme, faz parte de um projeto coordenado e realizado pelo próprio Bressane, com o nome de Tela Brilhadora, integrado por quatro filmes também com projeção no Festival de Locarno.

Os outros três filmes são: O Espelho, de Rodrigo Lima; O Prefeito, de Bruno Safadi com Nizo Neto, Djin Sanzerla e Gustavo Novaes; e Origem do Mundo, de Moa Batsow, todos também estreando em Locarno.

Considerado dos mais férteis cineastas brasileiros, um dos primeiros grandes sucessos de Júlio Bressane foi em 1969,Matou a Família e Foi ao Cinema,  retirado dos cinemas pela censura militar, na segunda semana de exibição, sob o pretexto de ser filme subversivo "financiado pelo Marighela", como lhe disse, na época, o próprio general Silvio Frota. Para não ser preso, se exilou durante cinco anos em Londres, mas o filme era na verdade uma crítica à Embrafilme e, segundo Bressane, a maior censura ao seu filme foi a do meio cinematográfico incomodado.

Sobre o filme Garoto, com estreia marcada em Locarno, pouco se sabe. Porém, numa entrevista concedida ao crítico Luciano Trigo, em 2002, Bressane falava dos contatos mantidos com o escritor argentino Jorge Luís Borges, ainda em 1982, que pode servir como um ponto de referência - "Eu tinha o projeto, que ainda vou realizar, de filmar um texto que escrevi a partir da lenda de Bily the Kid, chamado O Garoto. Borges tem um texto em História Universal da Infâmia, com uma visão extraordinária e original, uma leitura da infância de Billy The Kid, que retrata como um personagem negativo, um menino ruim que gostava de matar morreu falando palavrões em espanhol".

Quando esteve faz dois anos em Locarno, levando Educação Sentimental, Bressane lembrou-se, numa entrevista concedida ao Estadão,  de ter ido pela primeira vez a Locarno, em 1967, para mostrar seu primeiro filme Cara a Cara - "não me lembro de nada, só de que meu filme foi muito mal recebido". Educação Sentimental não ganhou prêmio, mas foi bem recebido pela crítica internacional.

Rui Martinsestará em Locarno do 5 ao 15 de agosto, convidado pelo Festival Internacional de Cinema.

 

 
3556
Loading. Please wait...

Fotos popular