Pravda.ru

Notícias » Sociedade


Lançamento de livro «Adolescência e Autonomia»

28.03.2013 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Lançamento de livro «Adolescência e Autonomia». 18038.jpeg

Lançamento de livro «Adolescência e Autonomia» no dia 4 de Abril, 18.00 horas - Livraria Bulhosa - Campo Grande‏

Já está disponível o mais recente título publicado pela Imprensa de Ciências Sociais, Adolescência e Autonomia: negociações familiares e construção de si de Lia Pappámikail. O seu lançamento terá lugar no próximo dia 4 de Abril, pelas 18.00 horas na livraria Bulhosa de Campo Grande
 
    «Eis-nos perante um livro que nos transporta às encruzilhadas da autonomia dos jovens adolescentes, onde se jogam irreverências e
transgressões, espaços de intimidade e de sociabilidade, conflitos familiares e existenciais, sonhos do presente e do futuro, conquistas de liberdade e de independência. Um livro cujas conclusões valem pelos caminhos que as alcançam, do mesmo modo que as chaves teóricas usadas se revelam adequadas pelas fechaduras que abrem a valiosas interpretações sociológicas.»

José Machado Pais
 
Lia Pappámikail, neste seu livro, procura perceber como se constrói a identidade do indivíduo durante a adolescência, um fenómeno individual, mas também familiar e social. Um estudo sociológico realizado no quadro do Observatório Permanente da Juventude.


A adolescência é um período crucial no ciclo de vida dos indivíduos. A socióloga entrevistou cerca de 20 famílias portuguesas, procurando perceber como, em Portugal, decorre este processo fundamental na construção de uma identidade. A adolescência não diz apenas respeito a pessoas, mas também às famílias e ao que as rodeia. Perceber melhor a adolescência hoje é também clarificar um pouco mais o mundo em que vivemos e os adultos em que nos tornamos.


Sobre o livro:
Nesta obra apresentam-se os resultados de um estudo sociológico realizado no quadro do Observatório Permanente da Juventude sobre o processo e a experiência da adolescência, tendo em particular atenção as mudanças que ocorrem no e a partir do plano familiar.


Entrevistaram-se famílias (pais e filhos) de diversas origens sociais e localizações em Portugal.


O livro parte da ideia e que a adolescência e juventude são, nas sociedades contemporâneas, um período do ciclo de vida particularmente denso e intenso de abertura ao mundo, em que simultaneamente se expandem as relações afetivas e de amizade bem como os territórios de existência, tudo isto por via de um processo complexo de aquisição de liberdades e independências. Um processo em que participam, ainda assim, os contextos económicos, culturais e sociais em que vivem os jovens. É nessa medida que a adolescência surge como um fenómeno simultaneamente individual, familiar e social e foi esse o desafio que se procurou abraçar na pesquisa de que este livro dá conta.


Com efeito, são múltiplos os desafios e testes que ao longo do percurso de crescimento enfrentam os jovens, o que imprime um carácter de prova e teste aos seus desempenhos. Provas constantes donde resultam hesitações, dúvidas e vulnerabilidades. Ao mesmo tempo que crescem e amadurecem, os jovens procuram (ou é-lhes oferecido um espaço para) acomodar a autonomia que vão construindo na família e na sociedade. Ao reivindicar um novo estatuto e encetando um percurso de autonomização relativa, os adolescentes interpelam a família cuja ação é orientada pelo dever de, simultaneamente, proteger e emancipar, forçando à recomposição e transformação das relações, o que torna a adolescência um período igualmente desafiante para os pais.


Após uma introdução ao tema, às questões que presidiram à pesquisa e aos procedimentos metodológicos, o livro desdobra-se em três grandes capítulos temáticos: a negociação da liberdade para sair e circular, tentando perceber de que forma os jovens adquirem ou conquistam mais liberdade durante o dia, mas sobretudo à noite; as trocas financeiras entre pais e filhos, de modo a perceber como adquirem (ou não) os jovens mais independência instrumental e financeira dos pais; a construção da identidade autónoma, a partir da análise que os jovens criam o seu quarto e de que modos constroem ou não num espaço partilhado como é a casa dos pais, universos privados e íntimos. O livro termina com uma reflexão global sobre os processos de autonomização dos jovens adolescentes e sobre a transformação das relações familiares durante esse período.
 
Público-alvo:
Escrito numa linguagem que pretendeu ser acessível a não especialistas, este trabalho visa um público relativamente abrangente, desde estudantes universitários da área das ciências sociais, trabalho social e educação (área onde a autora leciona), sociólogos e outros especialistas da mesma área científica e até profissionais da área da psicologia, da terapia familiar, etc. Não é ainda de excluir o interesse de outras pessoas com interesse pelo tema proposto, nomeadamente pais e educadores em geral.
PVP 21 euros | 300 páginas
 
Sobre a autora: 
Lia Pappamikail (Lisboa, 1977) doutorou-se em Ciências Sociais pela Universidade de Lisboa em Fevereiro de 2010 com uma tese sobre os processos de construção da autonomia juvenil na família. Licenciada em Sociologia pelo ISCTE com uma tese sobre os bailarinos da Companhia Nacional de Bailado, os seus interesses de investigação têm desde então incidido mais sobre a Juventude e a Família, resultado de um percurso de investigação iniciado no ICS desde 2001, num projeto comparativo europeu coordenado em Portugal pelo Doutor Machado Pais.

Adicionalmente tem colaborado em projetos de investigação nacionais e internacionais na área das políticas de família na Europa, da mudança social em Portugal no domínio do género e da educação e dos processos de aprendizagem na sociedade portuguesa atual. Paralelamente às atividades de pesquisa tem-se empenhado nas atividades de divulgação científica junto de estudantes do Ensino secundário através do Observatório Permanente de Juventude, onde colabora desde 2001 e onde, desde 2010, exerce funções como assessora da direção. É também, desde Setembro de 2010, professora adjunta convidada na Escola Superior de Educação de Santarém.
 
Sobre o Observatório da Juventude
O Observatório Permanente da Juventude é um programa de investigação e estudos do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, instituição responsável pelo seu funcionamento e coordenação científica desde 1989. Pretendendo potenciar a produção, a troca e a difusão do conhecimento científico sobre a diversidade de realidades juvenis em Portugal e no mundo, o OPJ beneficia de um largo património e experiência de investigação nacional e internacional, que viu somado em 2010 a herança do programa de estudos do Observatório Permanente de Escolas, em funcionamento no ICS desde 2004. Mais informações em www.opj.ics.ul.pt
 
Contacto: lia.pappamikail@gmail.com | Mais informações: www.imprensa.ics.ul.pt

 
8588
Loading. Please wait...

Fotos popular