Pravda.ru

Notícias » Sociedade


3ª Caminhada da Visibilidade Lésbica e Mulheres Bissexuais

27.08.2011 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

3ª Caminhada da Visibilidade Lésbica e Mulheres Bissexuais. 15472.jpegGoverno do Estado apoia 3ª Caminhada da Visibilidade Lésbica e Mulheres Bissexuais

Evento acontece no próximo domingo (28) às 13h em Copacabana

Agosto é o mês da Visibilidade Lésbica e para celebrar esta data com estilo, sem perder o tom de reivindicações, o Fórum de Lésbicas e Mulheres Bissexuais do Estado do Rio de Janeiro realiza a 3ª Caminhada da Visibilidade Lésbica e Mulheres Bissexuais. O evento, que conta com o apoio da Superintendência de Direitos Individuais Coletivos e Difusos da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, terá concentração às 13h no Posto 6 da praia de Copacabana. O Governo do Estado viabilizou anúncios em grandes revistas semanais do país, jornal e MICA.

A passeata contará com um trio elétrico e a presença das cantoras Nana Kozak, que fará a abertura do evento com muito samba de raiz; Juliana Farina e Elza Ribeiro que encerrarão a caminhada por volta das 17h com clássicos da MPB. A manifestação também fará a distribuição de 3.000 "sainhas" (lençol de látex) como ação de prevenção de DSTs.

"O Governo do Estado do Rio de Janeiro apoia essa ampla programação pela visibilidade lésbica e de mulheres bissexuais por entender que tem a obrigação institucional de atuar para combater todo tipo de discriminação. Essas mulheres têm sido alvo de preconceito, discriminação e violência em razão da sua orientação sexual. O Governo também compreende que a superação dessa situação precisa contar com a construção de políticas públicas efetivas para promover seus direitos", afirma o superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos, Cláudio Nascimento, responsável pelo programa estadual Rio Sem Homofobia.

A coordenação da caminhada espera a presença de 1.000 pessoas na orla de Copacabana. "Esperamos com esta passeata aumentar a visibilidade e o respeito com a mulher que ama outra mulher. Precisamos combater esse processo estigmatizante de uma sociedade patriarcal e falocêntrica, calcada nos ideários heteronormativos, para garantirmos os direitos das lésbicas e mulheres bissexuais", explicou a coordenadora do projeto Laços & Acasos e representante do Fórum de Lésbicas e Mulheres Bissexuais do Estado do Rio de Janeiro, Marcelle Esteves.

Márcia Vilella | Diego Cotta

SuperDir/Seasdh

TARGET

 
2972
Loading. Please wait...

Fotos popular