Pravda.ru

Notícias » Sociedade


Hamlet, Heterónimos, Pessoas...

26.11.2008 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

André Gago, Carlos Barretto, Hamlet, heterónimos, pessoas......de Shakespeare a Pessoa

Hamlet, Heterónimos, Pessoas... é um concerto poético, em que voz e música se combinam para dar a ouvir alguns dos poetas portugueses a quem o tema Hamlet serviu de inspiração. Dor e humor, densidade e lirismo, atmosferas sonoras irónicas ou oníricas, estabelecem o pano de fundo para esta viagem, que vai de Hamlet a Pessoa, com Cesariny, Antero, Sophia ou Pascoaes na bagagem.

Centro Cultural Malaposta

27 a 29 de Novembro, 21h30

30 de Novembro, 16h

Rua de Angola - Olival Basto

Metro: Senhor Roubado

Reservas: 219383100

WWW.NEWOPENART.COM/TEATROINSTAVEL

WWW.BLOGINSTAVEL.BLOGSPOT.COM

Mário Cesariny Jorge de Sena William Shakespeare Álvaro de Campos Alberto Caeiro Teixeira de Pascoaes Antero de Quental Bernardo Soares António Nobre António Feijó Gomes Leal Mário de Sá-Carneiro Sophia de Mello Breyner Andersen António Gedeão

Hamlet, Heterónimos, Pessoas; Concepção Geral e Encenação: André Gago; Música Original: Carlos Barretto; Interpretação: André Gago e Carlos Barretto; Figurinos: André Gago, Ana Vaz, Maria Gonzaga, Lda.; Desenho de Luz e Direcção Técnica: Marinel Matos; Duração aproximada. 80 minutos (sem intervalo). M/12

O espectáculo junta em palco o contrabaixista e improvisador Carlos Barretto e o actor André Gago, que criaram um concerto poético tendo por base as ressonâncias que a personagem Hamlet, de Shakespeare, produziu na poesia portuguesa: Fernando Pessoa e os seus heterónimos ocupam naturalmente o núcleo central do espectáculo, mas outros poetas estão presentes: Cesariny, Antero, Sophia, Gedeão, Gomes Leal, Sá-Carneiro, António Nobre, Sena, Feijó e Pascoaes são alguns dos autores que ecoaram e glosaram os temas da morte, do ser e do não-ser, da noite terrível, do sonho e da realidade.

Entre música e palavras, espaço também para uma canção, num universo cénico que recria tensões ora oníricas, ora irónicas, artificiosas e despojadas ao mesmo tempo. Para ver, e ouvir...

 
2229
Loading. Please wait...

Fotos popular