Pravda.ru

Notícias » Sociedade


Brasil: Combatendo desigualdades sociais

25.01.2011 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Projeto Rondon realiza a maior operação de sua história e envolve 1.600 participantes

Cerca de 1.600 alunos e professores estão indo de um canto a outro do Brasil para ter contato com diferentes costumes e trabalhar para reduzir as desigualdades sociais do País. Eles são os novos participantes do Projeto Rondon, que nas próximas semanas, realiza a maior operação de sua história, envolvendo mais de 40 cidades do Pará, Piauí e Tocantins, Sergipe e Rio Grande do Norte.

Os projetos são ligados à Saúde, Educação, Meio Ambiente, Habitação, Gestão de Água e Esgoto e Comunicação. Os rondonistas colocam conhecimentos e propostas de ação à disposição dessas comunidades. De posse desses conhecimentos, agentes locais, prefeituras e líderes comunitários criam condições para colocar os planos em prática.

"O projeto Rondon dá essa oportunidade de ajudarmos o próximo e nos sentirmos úteis", afirmou a estudante de fisioterapia, Carline Letícia Marcon. Ela faz parte do grupo de oito estudantes que formam a equipe da Universidade Federal de Santa Maria (RS). O objetivo do grupo é desenvolver projetos ligados à Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação e Saúde no município de Itajá (RN).

"É também uma forma de pagarmos, não por obrigação, mas com amor, o estudo que o governo nos deu", completa a aluna de enfermagem, Sandra Biasuz, de 20 anos, que faz parte da equipe multidisciplinar que também atuará em Itajá.

Em Itajá, um dos trabalhos que o grupo de Carline e Sandra vai desenvolver é a oficina "Entre uma respiração e outra".  De acordo com elas, a pesquisa feita anteriormente apontou um alto índice de trabalhadores da fábrica de cerâmica da região com doenças respiratórias. A oficina abordará diversas questões ligadas à prevenção. O trabalho, segundo as alunas, também será de conscientização dos agentes de saúde e dos próprios trabalhadores da importância do uso regular de equipamentos para proteção individual.

Experiência foi recriada em 2005

Extinto em 1989, O Projeto Rondon foi reformulado e relançado pelo governo federal em 2005, em Tabatinga (AM), a pedido da União Nacional dos Estudantes (UNE). É um projeto de integração social que envolve a participação voluntária de estudantes universitários e que ocorre duas vezes por ano, durantes as férias do começo e do meio do ano. O objetivo é buscar de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população.  Busca também aproximar esses estudantes da realidade do País.

As ações do projeto são orientadas pelo Comitê de Orientação e Supervisão (COS), que é constituído por representantes dos Ministérios da Defesa, do Desenvolvimento Agrário, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, da Educação, do Esporte, da Integração Nacional, do Meio Ambiente, da Saúde e da Secretaria-Geral da Presidência da República.

O Projeto Rondon conta ainda com a colaboração dos Governos Estaduais, das Prefeituras Municipais, da União Nacional dos Estudantes, de Organizações Não-Governamentais, de Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público e de Organizações da Sociedade Civil.

Como participar da próxima operação - O Projeto Rondon seleciona apenas Instituições de Ensino Superior (IES) que enviem oficialmente uma proposta de trabalho. Estudantes e professores universitários interessados em participar de uma operação do Projeto Rondon, deverão acompanhar as seguintes etapas:


DIVULGAÇÃO DO CONVITE PARA AS IES
PREPARAÇÃO E ENVIO DA PROPOSTA DE TRABALHO
SELEÇÃO DAS PROPOSTAS DE TRABALHO DAS IES
VIAGEM PRECURSORA
SELEÇÃO E PREPARAÇÃO DAS EQUIPES
REALIZAÇÃO DA OPERAÇÃO
ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO

Maiores informações podem ser obtidas pelo website: www.defesa.gov.br/projetorondon

 

 
5082
Loading. Please wait...

Fotos popular