Pravda.ru

Notícias » Sociedade


Os Verdes Exigem o Fornecimento de Copos Reutilizáveis em Festas e outras Iniciativas

17.06.2019 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Os Verdes Exigem o Fornecimento de Copos Reutilizáveis em Festas e outras Iniciativas. 31189.jpeg

Os Verdes Exigem o Fornecimento de Copos Reutilizáveis em Festas e outras Iniciativas
 
O Deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta, em que questiona o Governo, através do Ministério do Ambiente e da Transição Energética, sobre a recusa da empresa UNICER em fornecer copos reutilizáveis nas Festas de S. João do Porto.
 
Pergunta:
 
Nos últimos tempos, temos vindo a assistir a uma dinâmica geral entre os portugueses de preocupação com as alterações climáticas e com a defesa do ambiente.
 
Uma das questões que tem merecido mais atenção refere-se à utilização de plásticos descartáveis, pelos impactos que têm, quer pela dificuldade da sua destruição, quer porque, em festas e iniciativas ao ar livre, depois de usados ficam dispersos pelas ruas, sendo impossível a recolha da totalidade dos desperdícios, sendo que, por serem bastante leves são projetados pelo vento a grandes distâncias.
 
No caso de festas e iniciativas junto a cursos de água e junto às praias, a utilização massiva de plásticos descartáveis significa, invariavelmente a sua projeção para os rios ou para o mar, vindo a aparecer, em muitos casos, nas redes dos pescadores.
 
O Partido Ecologista Os Verdes foi informado que, nas Festas de São João do Porto a empresa fornecedora, em exclusivo, de bebidas, a Unicer, que habitualmente fornece também os copos de plástico a todos os bares das festas, terá em 2018 recusado o fornecimento de copos reutilizáveis.
 
Em 2019, confrontada novamente com a questão dos copos descartáveis, a Unicer não apenas não assegurou o fornecimento de copos reutilizáveis, mesmo que supletivamente aos copos descartáveis, como passou a cobrar aos bares pelos copos que antes distribuía gratuitamente. Recorde-se que os referidos bares são, na sua maioria, pertencentes a coletividades, que têm nestes momentos de festa, uma fonte de receita importante para financiar as suas atividades.
 
O argumento da Unicer para a cobrança de um cêntimo por cada copo é, supostamente, garantir que os consumidores não os atirem para o chão ou para o rio.
 
Fica assim a ideia que a Unicer com o pretexto da defesa do ambiente, passou a cobrar este ano, um valor que não cobrava, sabendo bem que tal não induzirá qualquer alteração para melhoria de comportamentos, antes os pode agravar, a partir da ideia de que se os consumidores pagam pelo copo, podem fazer o que lhes apetecer com ele.
 
Assim, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, solicito a S. Exa O Presidente da Assembleia da República que remeta ao Governo a seguinte pergunta, para que o Ministério do Ambiente e da Transição Energética, possa prestar os seguintes esclarecimentos:
 
1 - O Ministério do Ambiente tem conhecimento deste tipo de aproveitamento, para maximizar os lucros, feito por parte de empresas usando a defesa do ambiente como pretexto?
 
2 - Que práticas são utilizadas de forma preventiva e pedagógica por parte do Ministério do Ambiente para que as empresas que fornecem bebidas e os respetivos copos de plásticos disponibilizem aos seus clientes materiais mais amigos do ambiente?
 
Foto: By English Wikipedia user Daniel Case, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=4116275


Fonte: http://www.osverdes.pt/pages/posts/os-verdes-exigem-o-fornecimento-de-copos-reutilizaveis-em-festas-e-outras-iniciativas-10221.php

 
4222
Loading. Please wait...

Fotos popular