Pravda.ru

Notícias » Sociedade


Colômbia: Vítimas de seu próprio medo

12.07.2016 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Colômbia: Vítimas de seu próprio medo. 24699.jpeg

É tal o medo pavoroso que as elites burguesas, pecuaristas, terra-tenentes, narcotraficantes etc têm dos Acordos de Paz que a Mesa de Havana alcance que se converteram em vítimas desse medo.

Dizem que no imaginário coletivo dos ricos -e alguns não tão ricos e outros tão pobres que não têm onde cair mortos- colocaram um chip -no cérebro- que desde antes de 1964 já tinham terror aos "comunistas", como agora têm das FARC-EP ou do castro-chavismo. Inclusive acreditavam na lenda de que os comunistas "comiam criancinhas" e, no caso das FARC, que iam expropriar as terrinhas e até a casinha. Se acreditavam em tão inverossímeis contos, pois facilmente podiam crer em qualquer coisa que os meios de comunicação burgueses inventassem.

Hoje esse setor burguês -não podemos chamá-la classe porque não o são- é vítima de suas próprias invenções. Têm terror às mentiras por eles criadas, ou por seus propagandistas de ofício. Definitivamente estão prisioneiros de suas próprias fantasias ou seus sonhos. E todos sabemos as más jogadas que às vezes nos jogam esses desejos oníricos. Eles desejariam que as FARC ou o castro-chavismo se apoderassem do país para sair a gritar, viram, viram que era verdade!?

Não são capazes de avaliar desapaixonadamente o enorme papel que Cuba está jogando, e seus dirigentes políticos, na consecução da Paz, que em últimas vai favorecer a todo o povo colombiano. Em sua enorme mesquinharia esses setores não podem ver o enorme desprendimento e o sacrifício de Cuba para que acabe a guerra, a morte de colombianos e passemos a viver de maneira civilizada. Só veem que Cuba e os dirigentes da revolução cubana são "comunistas" e por aí está Fidel que foi acusado no passado de "comer crianças".

Mal agradecidos!

Em Cuba a taxa de homicídios é de 4,2 por cada cem mil habitantes [477 mortos em 2012]. Quanto é a da Colômbia? Por que conto isto? Porque na Colômbia o círculo no poder nos ensinou a matar-nos entre nós -entre os pobres- e nos acostumaram de tal maneira que se vê "normal" que haja uma mortandade de 12.193 colombianos e uma taxa de 25 por cada cem mil habitantes, a qual não impede de pensar nos malabarismos estatísticos de Medicina Legal e do DANE.

Ah, porém põem o grito no céu se um morto é da oligarquia. Saem a dizer "neste país não se pode viver", a "insegurança é insuportável", etc etc, mas, no entanto, não dizem que é o mestre que ensinou aos pobres a se matarem entre si.

Isso, sim, prisioneiros de seu próprio medo já não temem as "pescas milagrosas", nem aos "sequestros", senão que "entreguem o país ao castro-chavismo".

Morrerão sem viver a vida prisioneiros do medo de perder seus "pesinhos" e como Rico McPato sua maior felicidade é ver o montão de dinheiro empilhado em suas lojas e, para que seu dinheiro cresça, roubam as terras e a mais-valia aos campesinos, indígenas, operários etc.

Tradução: Joaquim Lisboa Neto

Allende La Paz, Cambio Total / 

Resumen Latinoamericano/ 5 julho 2016.- 

 

 

 
3792
Loading. Please wait...

Fotos popular