Pravda.ru

Notícias » Sociedade


A Argentina presente nos principais eventos literários do Brasil

09.08.2014 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
A Argentina presente nos principais eventos literários do Brasil. 20701.jpeg

Logo após os quase 280 mil torcedores argentinos terem vibrado por sua seleção no Brasil durante o Mundial FIFA 2014, chega a hora da literatura desse país marcar presença nos principias eventos literários do calendário brasileiro.

 

"A riqueza e a diversidade da nossa literatura demonstram nossa identidade. Por isso, queremos estar presente em todas as feiras do livro do Brasil, levando nossas publicações, nosso pensamento e nossos autores", comentou esta manhã, o embaixador argentino no Brasil, Luis Maria Kreckler. Ele também afirmou: "hoje acompanhamos a nova edição da FLIP no Rio de Janeiro, final de agosto estaremos na Bienal do Livro de São Paulo, em outubro, Brasília prestará merecida homenagem a Cortázar e, em novembro, a literatura argentina chegará a Belo Horizonte".

 

Festa Literária de Paraty (FLIP)

Dia 30 de julho, começa no ensolarado vilarejo de Paraty, no Rio de Janeiro, a XII edição da Festa Literária de Paraty (FLIP). O evento de prestigio integra em sua programação autores nacionais e estrangeiros de destaque e a Argentina é um dos países mais bem representados em 2014. Esse ano, apresentamos a mesa 'Mano a Mano', uma palestra bate-papo com Damian Tabarosvisky e Leopoldo Brizuela, mediada por Leandro Sarmatz, editor da Companhia das Letras. Os autores falarão sobre o cenário literário argentino atual e a sua relação com o Brasil. Também teremos uma apresentação do Programa Sur, de apoio às traduções, e Graciela Mochkofsky, convidada da FLIP, discorrerá sobre as narrativas do poder.

Mano a Mano, com Damián Tabarovsky e Leopoldo Brizuela acontece dia 31 de julho às 16h, na Casa da Cultura de Paraty.

 

Bienal do livro de São Paulo

"Nesse evento multitudinário, buscamos criar espaços de diálogos entre autores argentinos e de outras nacionalidades", comenta o embaixador da Argentina no Brasil. À ocasião, o diplomata anunciou que o argentino Pablo de Santis conversará com Raphael Montes, escritor brasileiro, sobre o romance policial. Já a argentina Elsa Osório, participará com José Eduardo Agualusa (Angola) e Socorro Acioli (Brasil), de uma conferência em homenagem a escritores latino-americanos. Também haverá uma palestra de apresentação do Programa Sur, de apoio às traduções, dirigida a editores e responsáveis de novos projetos editoriais. "O Programa Sur é uma política de Estado. Assim, não vamos descansar até que o Brasil seja o país que mais publica autores argentinos no exterior!", sentenciou Kreckler.

"Narrativas do crime: o universal no novo gênero policial", com Pablo de Santis e Raphael Montes, acontece dia 24 de agosto às 14h.

"Tertúlia Literária: homenagem a Borges, Garcia Márquez e Cortázar", com Elsa Osório, Socorro Acioli e José Eduardo Agualusa, será dia 26 de agosto às 20h.

 

Territórios de Cortázar e Bienal do Livro de Minas Gerais

A Embaixada da Argentina no Brasil em parceria com a Universidade de Brasília (unB) e o Governo do Distrito Federal, organiza ainda Territórios de Cortázar, seminário internacional em homenagem ao escritor argentino, que completaria 100 anos em 2014.

Esta atividade acontece dias 7 e 8 de outubro em Brasília e conta com a presença de acadêmicos e especialistas na obra cortazariana dos dois países. "Convidamos professores da Universidad Nacional de la Plata, de Buenos Aires, de Mendonza, assim que das universidades federais brasileiras do Rio de Janeiro, de São Paulo e do Rio Grande do Sul, que se unirão aos profissionais da UnB. Teremos um debate rico sobre os contos, romances e poesias do escritor argentino. Não podemos esquecer de mencionar o ciclo de cinema, organizado em paralelo entre os dias 8 e 12 de outubro, que ressalta a profunda relação entre a obra de Cortázar e sétima arte", explicou o embaixador. Além de tudo, um livro bilíngue reunirá todas as palestras ministradas ao longo dos dias.

"Já em novembro, estaremos em Belo Horizonte, na Bienal do livro local. É uma feira muito interessante e dinâmica. Com o Sindicato dos Escritores de Livros do Brasil (SNEL) estamos estudando alguns nomes de jovens autores, para continuarmos abrindo espaço para os diálogos contemporâneos entre Argentina e Brasil", finalizou Luis Maria Kreckler.

 

 
5184
Loading. Please wait...

Fotos popular