Pravda.ru

Notícias » Sociedade


Entrevista: João Dórdio apresenta "O Suspiro de Odin"

07.11.2016 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Entrevista: João Dórdio apresenta

Entrevista: João Dórdio apresenta "O Suspiro de Odin"

Dia 5 de Novembro, "O Suspiro de Odin" foi apresentado na Biblioteca Municipal de Alenquer. Com 46 anos e natural de Évora, João Dórdio é agente da Polícia de Segurança Pública há 20 anos, a maior parte desse tempo como membro do Corpo de Intervenção da Unidade Especial de Polícia.

Tendo formação académica nas áreas da História e da Sociologia, dedicou quase metade da sua vida a analisar "o outro lado da História", as chamadas "teorias da conspiração". Desloca-se com alguma frequência a escolas, bibliotecas e associações para dar palestras sobre esse assunto. Apesar de escrever há muitos anos, "O Suspiro de Odin" (174pp.; 12€; Chiado Editora, 2016) é o seu primeiro livro.

Flávio Gonçalves

Em paralelo com a apresentação do livro, foi também inaugurada a exposição "Um Poema é uma Pintura Com Voz - Uma Pintura é um Poema Sem Voz" da pintora Carla Marina Palhinha, resultado de uma simbiose e de uma fusão entre as telas da pintora e a prosa poética de João Dórdio. A apresentação contou também com a presença de Maria Magueijo, veterana tertuliante e poetisa, que fez o resumo biográfico do autor e declamou trechos da sua obra. O PRAVDA.ru teve a oportunidade de entrevistar o autor.

Como surge a ideia para este primeiro livro?

Sempre me senti fascinado pela mitologia nórdica. E fazer a ligação de um Poeta apaixonado, mas rejeitado, com o deus Odin não foi difícil... O livro retrata uma aprendizagem anormal de um deus que inverte os papéis e procura compreender esta louca paixão nos humanos, acabando mesmo por interferir, ressuscitando o Poeta após este se ter suicidado e atribuindo-lhe uma nova paixão. A fusão da prosa poética, da escrita criativa com uma pitada de mitologia acabou por ter um efeito original.

Não faria mais sentido Endovélico em vez de Odin?

Endovélico é uma divindade da Idade do Ferro praticamente apenas venerada na Lusitânia pré-romana. É um Deus ligado à medicina e à segurança... Não sou nórdico, mas Odin é... o deus dos deuses! Pretendia algo mais abrangente e não algo residual. Odin não tem um papel assim tão activo no livro. Os textos são predominantemente da paixão do poeta antes e após o suicídio e a constante luta com a sua voz interna...

Já tivemos a oportunidade de estar em algumas das tuas palestras, em norma atraem um público fiel. Têm estranhado o teu primeiro livro não ser sobre as teorias que investigas?

Sim. Especialmente porque tenho uma página no Facebook com o nome "A Luz de Odin", o que ainda fez criar mais confusão. Mas há também muitas pessoas que sabem desta minha faceta de escritor/poeta/escrita criativa e a surpresa veio mesmo com a colocação de uma figura mitológica no contexto daquilo que já escrevia.

Como surge a parceria com a Chiado Editora? A obra vai ser distribuída no Brasil?

Inicialmente enviei para uma série de editoras. Apenas tive uma rejeição (o estilo de escrita não era editado por eles), e a Chiado Editora foi a que me ofereceu melhores condições. A obra é distribuída no Brasil através do site da própria Editora. 

Algumas das apresentações do livro têm contado com a presença musical da banda Horas Vagas, como surge essa parceria? E, já agora, a com a Carla Palhinha?

Tenho o projecto prosa poética e pintura com a artista plástica Carla Palhinha. Paralelamente, e conhecendo alguns membros da banda, acabámos por nos juntar para dinamizar e promover as minhas apresentações e o mais recente disco deles.

As teorias da conspiração ficarão para um segundo livro? Ou acabas por as incluir na apresentação deste?

Já escrevi a continuação deste livro... e já escrevi outro que corta com este género de prosa... As teorias da conspiração ficarão para um pouco mais tarde, mas de forma alguma estarão esquecidas. Estou mesmo a pensar escrever um sobre o embuste do 11 de Setembro, relacionando-o com outros acontecimentos que encaixam no "false flag operations" ou como tão bem David Icke as define: "Problema - Reacção - Solução". Na apresentação do livro não falo dessas teorias, mas refiro naturalmente as palestras que costumo fazer.

Ficamos então a aguardar os próximos volumes, algum apelo que queiras fazer aos nossos leitores?

Apareçam nos meus eventos... Não se irão arrepender. E quanto ao livro... Irão gostar certamente. Uma passagem do livro já consta na maior Antologia de poesia contemporânea.

SINOPSE

O suicídio de um Poeta completamente transtornado pelo fim da sua relação amorosa faz com que Odin intervenha e o chame para o seu lado. Ele procura perceber aquela paixão tão obsessiva e decide dar mais uma oportunidade ao Poeta que sempre acompanhou de se voltar a apaixonar. Porque só apaixonado ele consegue escrever e só com ele apaixonado Odin aprenderá e conhecerá aquela forma louca de amar.

Narrativa repleta de avanços e recuos, com pensamentos de antes e após o suicídio, com a voz interior que antes perseguia o Poeta, com o contínuo suspirar de Odin que aprende todos os dias sobre o que é a Paixão.

Flávio Gonçalves

Crítica Literária e Discográfica | Análise | Jornalismo Freelance | Semanário "O Diabo" | PRAVDA.ru

Literary and Discographic Reviews | Analysis | Freelance Journalist | "O Diabo" Weekly | PRAVDA.ru

Revisão, Edição, Tradução e Coordenação Editorial | Consultoria Diplomática 

Proofreading, Publishing, Translation and Editorial Coordination | Diplomatic Advisor 

Instituto de Altos Estudos em Geopolítica e Ciências Auxiliares [Lisboa, Portugal]

Portuguese Institute of Higher Studies in Geopolitics and Auxiliary Sciences [Lisbon, Portugal]

 

 

 
7357
Loading. Please wait...

Fotos popular