Pravda.ru

Notícias » Sociedade


"(Des)envolvimento Insustentável da Amazônia Ocidental"

07.09.2013 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

"(Des)envolvimento Insustentável da Amazônia Ocidental"

Lançamento do e-book do Prof. Elder Andrade de Paula "(Des)envolvimento Insustentável da Amazônia Ocidental" - 2349- Dossiê ACRE
Aliança RECOs
Redes de Cooperação Comunitária Sem Fronteiras
 
Parabenizo o grande e combativo professor Elder, comandante das "brigadas" por mais este feito. Conheço bem o professor Elder e sei de sua honestidade intelectual e de seu empenho e dedicação em nome da justiça. Elder tem sido um grande e indispensável colaborador na construção do BEM VIVER. A ele rendo minhas homenagens e votos de que o e-book seja um sucesso, assim como foi e tem sido o livro no formato impresso.
 
Lindomar Padilha
Coordenador do CIMI (Conselho Indigenísta Missionário)
Amazônia Ocidental
 "....Nesta ocasião, presenteamos também com o Keffiyeh os companheiros Lindomar Padilha e o Prof. Elder Andrade de Paula por estarem à frente do bom combate e registramos nosso respeito e admiração pela trajetória de Dercy Teles de Carvalho..."
Amyra El Khalili
Um "Keffiyeh" para o líder indígena Ninawá Huni Kuin*
http://port.pravda.ru/mundo/18-06-2013/34785-keffiyeh_indigena-0/
 
http://lindomarpadilha.blogspot.com.br/2013/09/desenvolvimento-insustentavel-da.html
quinta-feira, 5 de setembro de 2013
"(Des)envolvimento Insustentável da Amazônia Ocidental"
 
Apresentação
Por Lindomar Padilha
 
Acesse aqui e LEIA O LIVRO  e-book "(Des)envolvimento Insustentável da Amazônia Ocidental" que será lançado dia 10 de setembro, às 19 horas no Auditório da ADUFAC (Associação dos Docentes da UFAC).
 
 
 
"(Des)envolvimento Insustentável da Amazônia Ocidental", a mais debatida obra de Elder Andrade de Paula*, teve sua primeira edição em 2005, pela Editora da Universidade Federal do Acre.
 
Fruto da tese defendida pelo autor em 2003, na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), o livro rompeu paradigmas, despertando uma série de debates sobre o modelo de desenvolvimento sustentável que serviu de base para a construção da política ambiental brasileira.
 
A obra que, nas palavras do autor, parecia ser uma ação de Dom Quixote, "condenada às gavetas da Universidade", ressurge em 2013, numa proposta inovadora, comprovando que o debate que enseja continua atual e necessário.
 
Ao longo de seus quatro capítulos, explicita as razões da insustentabilidade desse modelo de desenvolvimento.
 
Em 2013, a Editora da Universidade Federal do Acre - Edufac - comemora 10 anos. Com o objetivo de celebrar sua primeira década, surgiu a ideia de relançar uma obra que ao mesmo tempo, representasse essa ligação com o Acre e com a ideia de "iluminar o caminho" presente na poronga, que é a logomarca da editora.
 
Impulsionados pela vontade de levar leitura de qualidade aos leitores e diante das dificuldades para publicar obras impressas, a escolha por relançar "(Des)envolvimento Insustentável", do Prof. Dr. Elder Andrade de Paula é uma ação que marca de vez a inserção da Edufac nas mídias digitais.
 
Além de ser o segundo e-book da editora, até onde se pesquisou, é o primeiro a ser lançado diretamente no Facebook, uma plataforma gratuita que apresenta um alcance inigualável em temos de mídias digitais. A proposta é atingir um público diversificado, chamando para o debate tanto os segmentos sociais organizados em torno das mídias digitais quanto pessoas interessadas no tema. Além disso, esse formato da 2.ª edição traz a possibilidade de ampla discussão do tema e de interação com o autor, em tempo real.
 
Com isso, a Edufac traz novamente à cena uma obra, que, mesmo após oito anos da primeira edição, ainda permanece atual, polêmica e instigante. Um verdadeiro convite ao posicionamento.
 
E você, o que pensa?
 
Venha debater com o autor.
 
Quem é Elder Andarade de Paula?
 
* Elder Andrade de Paula é um mineiro-carioca-acreano que, ao longo de quase três décadas, tem encampado a luta dos seringueiros do Acre. Militante político desde cedo,  Elder engajou-se no Movimento Estudantil, atuando como coordenador e presidente do DCE da UFRRJ (1981-83) e no Movimento de Emancipação do Proletariado - MEP, organização de esquerda clandestina. Em 1984, integrando o Partido Revolucionário Comunista - PRC, saiu de uma passeata das "Diretas Já" no centro do Rio de Janeiro para fazer uma viagem que o levaria a tomar lugar de destaque nos movimentos de resistência camponesa no Acre.
 
Combativo e perspicaz em seus posicionamentos, Elder consegue articular com extrema simplicidade, de um lado, uma militância consciente em defesa das comunidades tradicionais do Acre, e de outro, uma intensa e rica produção científica e acadêmica. Possui graduação em Licenciatura em Ciências Agrícolas pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1983), Mestrado (1991) e Doutorado (2003) em Ciências Sociais pelo CPDA/ Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Pós Doutorado em Sociologia do Desenvolvimento pela Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM (2011).
 
Participou ativamente da construção do Partido dos Trabalhadores no Rio de Janeiro e da Fundação da Central Única dos Trabalhadores - CUT Acre, atuando como membro da executiva entre 1984-1986 e 1991-1993. Atuou ao lado de Chico Mendes na Direção Nacional da CUT, de 1984-1986, e foi Assessor do Conselho Nacional dos Seringueiros entre 1990-1994. Desligou-se do PT em 1996, por considerar que o partido não expressava mais um instrumento de apoio à luta pela emancipação social.
 
Elder é também Professor e Pesquisador da Universidade Federal do Acre (Amazônia - Brasil), coordenando o Núcleo de Pesquisa: Estado Sociedade e Desenvolvimento na Amazônia Ocidental e atuando junto às lutas de resistência por terra/território na Amazônia desde os "tempos de Chico Mendes". Recentemente, tem se destacado por seu engajamento nos novos movimentos sociais como o "Dia do Basta", que mobilizou a comunidade acreana na luta pela liberdade de expressão e contra as forças repressivas do estado.
 
 
 
Parabenizo o grande e combativo professor Elder, comandante das "brigadas" por mais este feito. Conheço bem o professor Elder e sei de sua honestidade intelectual e de seu empenho e dedicação em nome da justiça. Elder tem sido um grande e indispensável colaborador na construção do BEM VIVER. A ele rendo minhas homenagens e votos de que o e-book seja um sucesso, assim como foi e tem sido o livro no formato impresso.
 
 

 
7850
Loading. Please wait...

Fotos popular