Pravda.ru

Notícias » Sociedade


Portugal: Aradas - Emprateleirados

04.01.2007 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Sinopse:

Entre ser-se profissional do desemprego e emprateleirado, que venha o diabo e escolha!...

Estar-se desempregado não é bom, principalmente se não houver a ajudinha do belo subsídio que tantos ansiamos,... mas estar a fingir que se trabalha deve ser ainda pior.

Estar numa empresa só por estar, porque nós preferimos a segurança de um salário garantido, muitas vezes sem nada para fazer, quando já não servimos e nos querem de lá para fora...

E os tachos?! Os que arranjam trabalho limpinho, tranquilinho, com o tio ou a prima, e na realidade nem têm assim tanto que fazer na sua suposta função...

É destas coisas e de outras mais, com a doidice de um militar, a frustração de uma jovem recém-formada e a paixão de uma sindicalista, que trata a próxima produção teatral da Ilusões & Limitadas - Oficina de Expressão Dramática da ACAD – " Emprateleirados".

Este espectáculo mostra-nos o outro lado, o que não se vê nas televisões, das pessoas que não trabalham, não por estarem desempregadas ou terem sido vítimas de um daqueles despedimentos colectivos de que ouvimos falar todos os dias, mas por terem sido postas de parte no seu próprio trabalho. Mostra-nos o dilema que é viver todos os dias perante a realidade do seu trabalho que é fazer nada, e a outra possibilidade que lhes passa a toda a hora diante dos olhos, que é, nem mais nem menos que arriscar esta falsa estabilidade, e procurar outra coisa melhor.

Sobre o espectáculo:

"Emprateleirados" surgiu a partir do texto com o mesmo nome, da autoria de Sandra Pinheiro, texto esse que nos foi dado a conhecer pelo amigo e actor Rui Sérgio, numa das suas acções de formação na ACAD.

Pela sua actualidade, pelos problemas que foca, pelo outro lado que mostra da realidade, a Ilusões & Limitadas achou o texto interessantíssimo, e começou a trabalhá-lo no ano passado, em pequenas partes, fazendo sketches de algumas situações mais caricatas retratadas no texto. Mais tarde, decidiu-se trabalhar o texto na íntegra.

O trabalho de cerca de um ano resultou neste espectáculo que trata de coisas sérias, em tom de brincadeira. Alguns personagens, que pela sua caracterização são bastante divertidos, quando interagem com os outros num cenário, no mínimo, fora do comum, criam situações improváveis e que tocam o surreal.

Sobre a autora do texto:

Nasceu em 1977 na Freguesia de Tagilde, em Vizela, e formou-se em Relações Internacionais pela Universidade do Minho.

A sua actividade profissional tem incidido sobretudo na área da Comunicação e do Marketing, tendo trabalhado como Gestora de Mercado Externo numa empresa têxtil, Relações Públicas numa Escola de Cinema em Vancouver, jornalista na área de economia na RTP, e ultimamente como responsável de marketing de uma empresa de consultoria.

No que diz respeito à actividade literária, Sandra Pinheiro ganhou, com o texto "Emprateleirados", a primeira peça de teatro que escreveu, o Prémio "INATEL/Teatro – Novos Textos" e "Prémio Miguel Rovisco", no ano de 2003.

Posteriormente escreveu também para teatro "Blind Date", e este ano "Homens de Cá e de Lá".

Em 2003 ganhou também o primeiro prémio no concurso de contos da Câmara Municipal de Vizela com o conto "Regresso".

No momento tem pronto para publicar, por parte da Câmara Municipal de Vizela, a monografia histórica do concelho, intitulada "Vizela, uma viagem através dos tempos".

"Emprateleirados", sábado dia 6 de Janeiro, pelas 21h30, de novo no Centro Social e Cultural de Aradas.

Marquem a diferença – venham ao teatro!

 
3841
Loading. Please wait...

Fotos popular