Pravda.ru

Notícias » Ciência


PROL: Programa de reciclagem de óleo de fritura

31.10.2012 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
PROL: Programa de reciclagem de óleo de fritura. 17485.jpeg

O despejo de óleo de fritura irregularmente no meio ambiente pode contaminar rios, lagos e comprometer a vida de espécies marinhas. Pela Internet e redes sociais circula a informação de que 1 litro de óleo pode prejudicar até 25 mil  de litros de água. No próprio solo, o lançamento indevido também é prejudicial, causando a proliferação de microorganismos e danos às plantas.

Jogar óleo nos ralos também provoca entupimentos nas instalações internas e nas próprias redes de coleta de esgotos. Restos de lixo, muitas vezes jogados indevidamente pela população, aglutinam-se com o óleo e formam uma barreira rígida de sujeira.

A Sabesp, como uma empresa de soluções ambientais, desde 2007, engajou-se em projetos alternativos para reciclagem e aproveitamento do óleo de cozinha. Na época foi firmada parceria com a Sociedade de Amigos de Bairro Cerqueira César (SAMOORC) e a ONG Trevo para uma campanha pioneira de coleta de óleo de fritura na região.

Os resultados foram monitorados e serviram de modelo para a ampliação do projeto às outras regiões. Dos 1600 condomínios, 1500 aderiram à causa. Nesta região, há 11,5 mil ligações de água e uma população de 139 mil pessoas.

O óleo coletado é descartado em bombonas plásticas de 50 litros fornecidas pela ONG Trevo, especializada nesta atividade há mais de 20 anos. A adesão foi alta e inspirou a apresentação na 2ª audiência de sustentabilidade, em dezembro de 2007. Estes eventos tem como finalidade apresentar e disseminar boas iniciativas relacionadas ao meio ambiente.

Além da proposta de coletar e reutilizar o óleo, há geração de renda para a comunidade carente. Diante destes resultados, o projeto foi estendido a outras regiões como Osasco, Registro, Itapetininga, Lins, Jales, Presidente Prudente e Pindamonhangaba. Algumas agências da Sabesp também estão preparadas para receber o óleo de fritura.

A recepção de óleo de fritura nos escritórios comerciais regionais da Sabesp também vem se ampliando gradualmente. Em São Paulo, o escritório do Tatuapé foi o primeiro a receber óleo para reciclagem e com o sucesso obtido o projeto se expandiu para vários locais da Região Metropolitana de São Paulo, interior e litoral 

Uma parceira importante foi estabelecida com a USP através da Prefeitura (COCESP) do Campus Butantã para coletar óleo de fritura nos restaurantes e no bairro de entorno. O óleo será processado numa usina de biodiesel experimental, adquirida pelo IEE - Instituto de Eletrotécnica e Energia e que produzirá 200 litros por dia de combustível para uso nos 20 ônibus que circulam no campus. Pretende-se estender o projeto para outros campi e unidades da USP.

Em abril de 2009, a Sabesp lançou em Lins uma campanha junto ao Supermercado Amigão para recolher óleo vegetal usado. O trabalho foi estendido para 26 municípios da região de Jales e arrecadou 35 mil litros de óleo. Na promoção, a população troca 4 litros de óleo usado por um frasco de 900 ml de óleo de soja novo.

Em 2010 um dos projetos ecosociais apoiados pela Sabesp tem como proposta desenvolver um protótipode carinho para catadores de materiais recicláveis. Mais ergônomico, leve e seguro, exigirá menos esforço físico e terá um reservatório para óleo de fritura. A iniciativa é da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental e do Fórum Lixo e Cidadania do Estado de São Paulo que congrega cooperativas de todo o estado.

Outros contatos

www.bioauto.com.br
www.biobras.org.br
www.biodieselbrasil.com.br
www.ecoleo.org.br
www.ecosolidario.org.br
www.dajac.com.br
www.liriumreciclagem.com.br
www.trevo.org.br
www.triangulo.org.br

 

 

 
4769
Loading. Please wait...

Fotos popular